Logo
  • Roberto X Gastão: Rocha não se enxerga e só vê nos outros seus próprios defeitos

                           Gastão e Roberto Rocha: cara de um, focinho do outro

    Esse Roberto Rocha não se enxerga mesmo. E o que é pior: se incomoda e parte para o ataque quando consegue ver nos outros seus próprios defeitos.

    Foi o caso da sua reação (Leia Aqui) à entrevista do ex-deputado federal Gastão Vieira (PROS) a O Estado do Maranhão, publicada nas redes sociais.

    Destemperado, Rocha deixou de contrapor a avaliação de Vieira (leia Aqui) sobre as chances de uma eleição para o Senado diante do cenário de desilusão do eleitorado maranhense com o seu mandato, para acusá-lo literalmente de falta de caráter, curiosamente pela mesma maneira com que se comporta.

    Acusa, por exemplo, a dubiedade de Vieira alegando que ele sempre se reelegeu agarrado às saias da ex-governadora Roseana e que em 2014, quando disputou o Senado, fez campanha com os recursos do grupo Sarney fazendo contorcionismos verbais para parecer independente.

    Como se ele próprio também não os fizesse para parecer que a sua eleição não dependeu do governador Flávio Dino.

    Acusa Gastão de trair o PROS, partido que se filiou para conseguir um emprego no governo Dilma, se agarrando em Roseana para manter o cargo com Temer.

    Como se ele próprio também não tivesse feito o mesmo com o seu partido, o PSB para manter os cargos dos seus apadrinhados no governo federal!       

    Acusa Gastão de se beneficiar do dinheiro do candidato ao governo Lobão Filho e do prestígio da presidente Dilma, “ao mesmo tempo em que à noite se encontrava com os comunistas”.

    Como se ele próprio também não tivesse e vem fazendo o mesmo depois de ser eleito pela coligação do PCdoB ao se encontrar com Andrea Murad e outras crias do grupo Sarney no seu gabinete no Senado.

    Para completar ironiza:

    “Agora, pelo menos, ele reconhece que para ser candidato ao Senado é preciso ter grupo. Justamente o que ele tinha e negou na campanha passada”.

    E ele fez o que?

    Espelho, espelho meu, há alguém mais bonito do que eu….

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo