Logo
  • TRAGÉDIA

    Justiça determina bloqueio de R$ 1 bilhão da Vale após rompimento de barragem

    Equipe dos Bombeiros de Minas socorre vítima do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho Reprodução / TV Record /

    Saulo Pereira Guimarães (O Globo)

    RIO – O juiz da Vara de Fazenda Pública de Belo Horizonte Renan Chaves Machado determinou na noite desta sexta-feira o bloqueio de R$ 1 bilhão pertencentes à Vale para resolução de problemas decorrentes do rompimento da barragem da empresa em Brumadinho, em Minas Gerais.

     “Há um desastre humano e ambiental a exigir a destinação de recursos materiais para imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências”, escreveu o magistrado na decisão. Segundo ele, o fato de o desastre ter “grave repercussão ambiental e elevado número de vítimas, de alcance ainda desconhecido” e ser de responsabilidade da Vale justifica a medida.

    De acordo com o juiz, uma atuação rápida da companhia e do Poder Público “pode resultar em melhor amparo aos diretamente envolvidos e na redução do prejuízo ambiental”. Além disso, a crise financeira por que passa o estado de Minas “limita o enfrentamento de um desastre dessa proporção”, no entendimento do magistrado. Ele lembrou ainda que, apenas no terceiro trimestre de 2018, a Vale teve lucro bruto de R$ 8,3 bilhões.

     Continue lendo Aqui

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo