Blog do Garrone

Flavio Dino decreta o imediato afastamento do IDAC, instituto acusado pela PF de desviar R$ 18 milhões

               Flávio Dino mostra que está de olho e decreta o afastamento do IDAC 

Considerando o desencadeamento da operação Sermão aos Peixes, em sua quarta fase, que investiga supostos desvios de recursos públicos federais destinados ao sistema de saúde do Maranhão, que ocasionou na prisão de integrantes do Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania – IDAC, o governador Flávio Dino decretou o afastamento da entidade e que a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – EMSERH assuma plenamente a gestão das unidades hospitalares antes geridas pelo instituto.

O iIDAC administrava os hospitais de Carutapera, Barreirinhas, Paulino Neves e Aquiles Lisboa (São Luís); os espaços psicopedagógicos para o Atendimento Multiprofissional Especializado – AME de Barra do Corda e Imperatriz; e a Unidade de Pronto Atendimento de Chapadinha.

Flávio Dino também determinou a requisição administrativa de fornecedores, funcionários e grupos médicos que atualmente prestam serviço ao IDAC no âmbito do Contrato de Gestão nº 09/2015/SES, mediante ocupação temporária dos recursos humanos e demais utensílios necessários para o regular funcionamento das unidades hospitalares e continuidade no atendimento médico hospitalar.

O instituto atuava na saúde desde o governo Roseana Sarney e segundo investigações da PF, teria desviado entre 2014 e 2017 cerca de R$ 18 milhões, através de saques em espécie e pagamentos de empresas de fachada.

Segundo representação da Polícia Federal enviada à Justiça Federal em agosto de 2014, os saques chegavam a R$ 200 mil.

Entre os presos está o presidente do IDAC e do PSDC, Antônio Aragão, amigo do peito de Fernando Sarney e apontado pela PF durante a primeira etapa da Sermão aos Peixes, em novembro de 2015, de utilizar o instituto a pedido de Ricardo Murad, com que tem “estreita relação”, para tentar impugnar a licitação da Saúde para a gestão da rede hospitalar.

Murad chegou a ser apontado pela Federal como o chefe de uma organização criminosa que desviou mais de R$ 1 bilhão dos recursos da saúde através das contratações das organizações de sociedade civil e interesse público, Instituto de Cidadania e Natureza – ICN e Bem Viver – Associação Tocantina para o Desenvolvimento.

5 comentários sobre “Flavio Dino decreta o imediato afastamento do IDAC, instituto acusado pela PF de desviar R$ 18 milhões

  1. Mariano. Costa Leite

    Garrone,
    Se o grupo trabalhou nos anos de 2015, 2016 e 2017, significa que isso aconteceu já no governo
    Atual?

  2. jose carlos silva

    Meu caro GARRONE, se desde o ano de 2015 a Secretaria de Controle e Transparência do governo Flávio Dino já havia identificado superfaturamento no contrato do IDAC no percentual entre 25 a 30 porcento, por qual motivo o governo dinista manteve o contrato? VC que tem faro de ¨James Bond ¨bem que poderia investigar isso para nós mortais comuns. Aliás, quero aqui parabenizar a Secretaria de Controle e Transparência, muitíssima bem dirigida pelo dr. Rodrigo Lago. Um abraço.

  3. Sousa

    Agora ???? depois de todo esse prejuízo para população e só porquê a PF descobriu, se fosse um governo sério, o secretário de saúde deveria é ser exonerado, no mínimo por incompetência, se é que não estar envolvido até o pescoço com tudo isso, e os demais contratos, que são muitos em todas as secretárias, estão fiscalizando?, PF, MPF, fiquem de olho!!!, são vários os contratos, adoram terceirizar, não é atoa que secretários, assessores, empresários e amigos dos COMUNISTAS, estão enriquecendo da noite para o dia, basta observar a nova vida da maioria deles que não tinham onde cair morto, imóveis em áreas nobres, carros de luxo, viagens, novos amigos ricos e novas namoradas belas(prostitutas desfaçadas), esses comunistas gostam mesmo muito é de mamar na teta, $$$.

    São iguais aos PeTralhas(PT), que se diziam diferentes, iam governar para o povo e olha o que deu, se aliaram só a bandidos e matam o povo, a população principalmente os mais carentes.

  4. jose carlos silva

    Ei Garrone, já investigou a razão pela qual o governo Dinista não tomou nenhuma providência quando descobriu que o contrato com o IDAC estava superfaturado? Bom dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *