Logo
  • Embate na Assembleia

    Rafael Leitoa desmonta fake news de Adriano Sarney sobre saúde do MA

    O líder do governo na Assembleia, deputado Rafael Leitoa (PDT), usou o grande expediente da sessão plenária desta segunda-feira, 18, para desmontar o artigo recheado de fake news de Adriano Sarney (PV) sobre a saúde do Maranhão. Em quase uma hora de debates, o pedetista desmentiu, ponto por ponto, os excessos do filhote da oligarquia. 

    Desde a semana passada, a oposição na Assembleia – sobretudo Adriano Sarney – tem usado a reforma do Hospital de Matões do Norte para atacar o governo. Em vez de sentar e discutir as readequações que serão realizadas na unidade, os oposicionistas preferem espalhar o caos e fake news sobre o futuro do hospital. 

    Nesta segunda-feira, Rafael Leitoa enquadrou Adriano ao comparar as fake news do oposicionista às que foram proferidas durante a campanha que elegeu Jair Bolsonaro presidente do Brasil. “A gente precisa trazer esses pontos, mas com a verdade, com o debate equilibrado que esta Casa merece. E eu não poderia deixar passar que esse artigo do O Estado do Maranhão fosse algo verdadeiro, que não é”, pontuou Leitoa. 

    A primeira fake news desmontada pelo líder do governo foi em relação ao fechamento do Hospital de Matões. Leitoa lembrou que ele e os deputados Yglésio e Wendell Lages já sentaram, inclusive, com os 14 prefeitos e secretários de saúde que são beneficiados pela unidade, para discutir o futuro do hospital, que está em reforma e não fechado, como insiste em espalhar a oposição. 

    Em um trecho do discurso, Rafael Leitoa detonou Adriano, que reclamou até do abandono ao Hospital Materno Infantil, que pertence a Universidade Federal do Maranhão, portanto, ao governo Federal. “Deputado, o Hospital Universitário Materno Infantil é da UFMA, é um hospital federal, não é de responsabilidade do Governo do Estado, como é que o Estado pode abandonar uma unidade que não é dele?”, rebateu. 

    Ainda durante o discurso, o líder lembrou que o governo Flávio Dino fez uma verdadeira revolução na saúde do Maranhão ao inaugurar hospitais regionais em todas as partes do estado, com a abertura de 10 unidades com mais de 50 leitos que atendem os maranhenses de forma regionalizada. Fato inédito no estado. 

    Ele ainda comparou os números de 2018 com os de 2014, quando o governador recebeu o Maranhão das mãos da tia de Adriano, a ex-governadora Roseana Sarney. 

    “Só para lhe colocar alguns dados do que essas inaugurações, essa alavancada de serviços trouxe para a população do Maranhão, em 2014 as unidades estaduais realizaram 9 milhões e 800 mil procedimentos. Em 2018 foram realizados 13 milhões e 500 mil procedimentos. Em 2014, foram realizadas 31.696 cirurgias. Em 2018, 64.400 cirurgias. Um aumento de mais de 200%. Ainda para complementar os dados, deputado, as internações em 2014 foram de 78 mil ao passo que, em 2018, 122 mil, um aumento de 56%. A população adoeceu? Não. A população não adoeceu. O que faltava era uma rede que pudesse atender o nosso Estado”, exemplificou. 

    Outros deputados como Marco Aurélio, Yglésio e Helena Duailibe entraram no debate e coadunaram com o discurso de Rafael Leitoa, o que fez as fake news de Adriano Sarney ficarem ainda mais vergonhosas para ele.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo