Logo
  • POLUIÇÃO

    Óleo encontrado em praias do Nordeste é petróleo e não é brasileiro

    Óleo em praia do litoral M

    A análise das amostras das manchas de óleo que apareceram desde o início de setembro nas praias do Maranhão e em mais sete estados do Nordeste, em pelo menos 105 locais de 46 municípios da região, feitas pela Petrobras e Maranha, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, (Ibama), é petróleo.

    Sem adentrar em explicações sobre como foram feitas a análise, a Petrobrás garante que o material não é produzido pela empresa e nem por ela comercializado.
    Tartarugas marinhas foram mortas pela substância em pelo menos cinco estados nordestinos. O Ibama conseguiu ainda resgatar duas tartarugas, mas uma ave, Bobo-Pequeno também morreu em consequência do derramamento do petróleo.
    O Ibama pediu ajuda da Petrobras para limpar as praias atingidas, e a empresa deve destacar cem funcionários para a função. NO Rio Grande do Norte 
    Em dez pontos do Maranhão houve agressão à flora e fauna. Um grupo da Petrobras que comanda as investigações está deixando o litoral potiguar e se deslocando para o litoral maranhense. 
    Em nota, a Petrobras afirma que “não há evidências de contaminação de peixes e crustáceos” e esclarece que a avaliação da qualidade do pescado nas regiões atingidas para consumo humano é de responsabilidade dos órgãos de vigilância sanitária.
    Pelas previsões da Petrobras, dentro do prazo de 20 dias será possível dizer com precisão a localidade da origem do vazamento.
    a partir da análise de correntes marítimas e de direção e velocidade do vento.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo