Logo
  • Fiscalização é para salvar vidas, deputado!

    O discurso de que fiscalização no trânsito é uma “indústria de multas” é disseminado por quem ainda não compreendeu a verdadeira finalidade do monitoramento por meio de equipamentos eletrônicos: salvar vidas. Mais preocupante do que um cidadão comum não assimilar esse pensamento é este ser compactuado e propagado por um parlamentar, que está no cargo para representar o povo e primar pelo seu bem-estar, como o deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

    Nesta semana ele subiu à tribuna da Assembleia Legislativa para criticar a presença da fiscalização eletrônica na capital. O discurso com cunho político de uma oposição sem motivo para atacar a atual gestão, Braide se mostra incoerente, pois anteriormente cobrou uma fiscalização mais eficaz no trânsito para evitar os abusos e infrações que podem trazer consequências sérias, como vítimas fatais. Agora, ele ataca o sistema que ele mesmo fez a cobrança.

    Deputado, o senhor está errado! Não há “indústria de multas”, pois estas somente são aplicadas para quem descumprir as regras estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro. E se as regras forem cumpridas, certamente não ocorrerão multas, e também não ocorrerão perdas de vidas, o que é mais importante.

    Esse é o discurso que um representante do povo deve ter quando vidas estão em jogo. A política é para o bem comum e não para ser usada para atacar adversários sem se preocupar com a coletividade.

    1 comentários para “Fiscalização é para salvar vidas, deputado!

    1. tay disse:

      ei você acha que a população realmente ta acreditando que essa fiscalização é para salvas vidas,só um besta mesmo para acreditar nessa conversa fiada!. faça uma pesquisa com os motoristas e pergunte a nós oque estamos achando disso. para salvas vidas caro blogueiro puxa saco. primeiro as ruas,avenidas etc tem que estar em boas condições de trafego para depois poder cobrar alguma coisa da população. mais para vcs lacaios do governo estadual e municipal tem que rezar a cartilha. se fosse a oposição que estivesse no poder. vocês estariam criticando. pergunte para a população o que ela esta achando disso ae vc vai ver o que ela acha e nao o que vcs colocam nos blogs como se fosse uma verdade.kkkkkkk

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo