Logo
  • Deu no D.O.

    Antes de abrir o guarda-chuva é melhor ver a previsão do tempo, caso o seu município esteja na coluna Deu no D.O. publicada pelo blog com os caudalosos contratos dos nossos gestores públicos. Nessa enxurrada estão as prefeituras de Humberto de Campos, Pinheiro, Buriticupu, Santa Luzia, Cachoeira Grande, Alto Alegre do Pindaré e Pedro do Rosário. Não se assuste com as trovoadas…

    Quatro rodas I – O que não vai faltar em Humberto de Campos é carro, depois que a prefeitura assinou seis contratos, somados em R$ 3.064.072,00, divididos entre três empresas, para locação de veículos “para atender as necessidades de diversas secretarias”.

    Quatro rodas II – A Itacoop – Cooperativa de Transporte Escolar de Itapecuru Mirim faturou R$ 1.831.600,00 em três contratos (R$ 50.940,00, R$ 1.628.200,00 e R$ 152.460,00); seguida pela D.V. Jansen-ME com R$ 707.472,00 (R$ 208.992,00 e R$ 498.480,00) e pela A.F.E. Silva serviços – ME com um contrato de R$ 525.000,00.

    Óleo de peroba I – Enquanto isso, em Buriticupu a roda vai girar por conta dos R$ 2.545.938,00 em combustível, graxas e lubrificantes, adquiridos da J. R. A. Machado e Cia Ltda., somente para encher o tanque da secretaria de Administração e Planejamento.

    Óleo de peroba II – Na mesma velocidade e combustão a prefeitura de Santa Luzia não perdeu tempo e assinou quatro contratos com o Auto Posto Zutiua para o fornecimento de R$ 2.554.025,70 em combustível e lubrificantes.

    Trilha I – O caminho das pedras em Cachoeira Grande será através das estradas vicinais, que devem ser recuperadas até o dia 6 de junho, de acordo com o contrato de R$ 1.611.701,94 assinado com a J.L. Maciel – ME.

    Trilha II – Já em Alto Alegre do Pindaré os acessos à sede do município devem estar um tapete desde o final do ano passado, diante dos R$ 4.225.145,06 que a empresa F. Vieira da Silva Comércio – ME recebeu para recuperar e fazer a manutenção dessas estradas vicinais.

    Breu -Para não ficar pra trás, a prefeitura de Pinheiro investiu R$ 3.808.575,63 no recapeamento asfáltico das vias urbanas da sede do Município, através de dois contratos assinados com a Enciza Engenharia Ltda. As obras do primeiro contrato de R$ 904.928,53 devem ser concluídas até o dia 22 de junho; e as do segundo no valor de R$ 2.903.647,10 até 22 de agosto.

    Sacolão I – Quem fez a festa em Pedro do Rosário foi a empresa L.G. de O. Rocha Comércio e Serviços – Eireli que arrematou R$ 2.596.634,00 em oito contratos para o fornecimento de materiais de expediente e de higiene e limpeza.

    Sacolão II – Quatro contratos no total de R$ 1.027.823,60 foram para aquisição de material de expediente para as secretarias de Educação (R$ 623.700,50); Administração (R$ 161.572,00); Saúde (R$ 182.450,12) e Assistência Social (R$ 60.101,00).

    Sacolão III – Os outros quatro somados em R$ 1.568.811,00 foram para higienizar e limpar as mesmas secretarias de Educação (R$ 627.524,40); Administração (R$ 235.321,65); Saúde (R$ 470.643,30) e Assistência Social (R$ 235.321,65).

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo