Logo
  • Desesperado com isolamento, Sarney trabalha em Brasília para tirar partidos de Dino

    Desesperado com o esvaziamento quase que completo do seu grupo político no Maranhão, o oligarca José Sarney se movimenta em Brasília para retomar, a força, os apoios que foram perdidos ao longo dos últimos anos.

    Sem conseguir o convencimento em âmbito estadual, Sarney está usando o presidente Michel Temer para achacar os partidos políticos a permanecerem aliados ao Governo Federal e, de quebra, rezar na cartilha do oligarca no Maranhão.

    O objetivo dele, na verdade, é amarrar, por Brasília, os apoios das siglas que deserdaram do sarneyzismo no Maranhão, como são os casos do PTB, PP e, até, o próprio DEM.

    Sarney sabe que o isolamento pelo qual o seu grupo político passa hoje no Maranhão é quase mortal para a pretensão de eleger a filha, Roseana, nas eleições de outubro.

    Tendo Flávio Dino como adversário, um governador de amplo apoio popular e político, restará a José Sarney apenas diminuir a aliança partidária do comunista usando sua influência com Michel Temer.

    A missão não será nada fácil, já que todos os presidentes estaduais de partidos reiteram apoio incondicional à reeleição de Flávio Dino. Aos Sarney, sobrará apenas o isolamento do conchavo MDB/PV/PSD. Bem longe das mais de 10 siglas que apoiam o governador.

    3 comentários para “Desesperado com isolamento, Sarney trabalha em Brasília para tirar partidos de Dino

    1. Pirocudo disse:

      Meu amigo garrone você era uma pessoa que admirava muito mas ultimamente você parece que tem é merda na cabeçavocê fica criando uns factóide aonde que Sarney vai tirar partido de dino Sarney não tá nem aí para o que você tá falando meu amigo larga tá batendo nisso aí que acaba vai pegar mal para você depois que o Flávio Dino largar os pega você igualmente ele fez com os Reinaldo aí você vai sentir na pele O que é a força de uma traição não comunista comunista é esse que é vingativo

    2. Matheus disse:

      TU É INOCENTE ESTÁ DESESPERADO SIM E ESTÁ PRATICANDO A POLÍTICA MAIS ARQUEROSA A DA PERSEQUIÇÃO DE PERSOAÇAO FEZ TUDO PARA TOMAR O DEM AGORA É O PSDB ESFACELATO NO ESTADO MAIS TEM O PRECIOSO TEMPO DE TV E O QUE É PIOR SEMPRE USADO ALGUÉM PARA FSZER ISTO

    3. Inácio Augusto de Almeida disse:

      O SACRIFÍCIO NÃO FOI EM VÃO
      20 séculos se passaram e tudo continua do mesmo jeito no que concerne ao relacionamento entre os homens. Há 2000 anos atrás preferiram soltar um ladrão e levar à cruz um justo.
      Hoje os corruptos processam os que ousam levantar a voz contra a impunidade que campeia.
      Tipos já condenados têm o atrevimento de moverem processos contra pessoas de conduta ilibada e sem nenhuma mancha em sua vida pregressa.
      Não evoluímos. Apenas estacionamos no tempo.
      Assim como ontem, valorizamos mais o Ter do que o Ser e nos esquecemos que o mais importante é o Fazer.
      Madre Teresa de Calcutá foi feliz porque fez.
      Dom Hélder Câmara foi feliz porque fez.
      Observe os que passaram e se limitaram a Ter ou a Ser. Não foram felizes.
      O sacrifício de Jesus Cristo nos deixou uma grande lição. A lição de que doar-se ao próximo, mesmo que à custa de muito sofrimento, nos aproxima da felicidade.
      De tudo isto tirei uma grande lição.
      Quando as forças estiverem me faltando a buscar energia dentro de mim por saber que não existe vitória sem sofrimento.
      E mais eu aprendi no exemplo de Jesus de Cristo.
      Aprendi a amar quando sou odiado, a continuar lutando mesmo quando tudo se apresenta como perdido e, principalmente, a ver em mim muito mais do que um depósito de pessoas e sentimentos.
      Com Jesus Cristo aprendi que vim para servir.
      Com Jesus Cristo aprendi que eu sou um filho de Deus.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo