Logo
  • GESTÃO BRAIDE: 100 DIAS

    Com performance de gestor supereficiente na TV, prefeito vira motivo de chacota: É um pássaro? É um avião? Não, é Braide, o Rapidão!

    Com suas soluções rápidas de problemas que exigem planejamento e tempo de execução, o prefeito Eduardo Braide já está virando motivo de chacotas.

    – É um pássaro? É um avião? Não, é Braide, o Rapidão!

    A paródia da famosa cena do Super-Homem, contada, por enquanto, de forma bem humorada, é resultado das várias entrevistas do prefeito. Em especial as dedicadas à TV Mirante.

    A tentativa de transformar a rapidez em sinônimo de eficiência é parte da estratégia de aproveitar a lua de mel, comum a qualquer gestor em início de mandato, e construir uma imagem exemplar de Eduardo Braide.

    As matérias tanto as da TV quanto às distribuídas aos veículos impressos e digitais são pautadas em visitas a hospitais, obras e vacinação. O foco, no entanto, é no prefeito acalentando um doente, uma idosa ou fazendo graça a uma criança. Braide sempre com aquele olhar cativante, atencioso. Um santo.

    Enquanto, nas entrevistas, ele se limitava a elogiar a equipe de especialistas, que elaborou o Plano Municipal de Vacinação; anunciar a abertura de uma centena de leitos para Covid em poucos dias e até mesmo dizer que em uma semana recuperou mais de 20 Km de ruas e avenidas, ia tudo bem. Inclusive no caso do asfalto, muitos acreditavam que com tamanha agilidade, logo, logo, seus bairros seriam beneficiados. 

    Mas quando da entrevista ao Bom Dia Mirante na manhã do dia 5 de março, o caldo entornou. Anunciou o Rapidão, serviço especial de ônibus ligando os terminais da integração, que iria diminuir para menos da metade o tempo o deslocamento entre a casa e o local de trabalho do usuário do transporte coletivo.

    Quando indagado como faria isso, sem abrir nenhuma avenida, já que no horário de pico, elas são completamente intransitáveis, respondeu simplesmente que utilizaria as vias alternativas, onde os ônibus não circulam.  

    De uma só vez caiu a ficha em quem anda de ônibus e em quem trafega em carro particular. Por experiência própria, ambos perceberam o engodo. 

    Ao mudar a rota e eliminar drasticamente as paradas entre uma integração e outra, além de não reduzir o tempo pela metade, o Rapidão não iria servir para quem desce antes dos terminais.  

    E, quem trafega e usa essas vias alternativas, na hora se tocou: Se sem os ônibus esses caminhos, a exemplo de quem entra pelo Vinhais com destino a Cohama, o trânsito também já é conturbado…

    Não deu outra.

    – É um pássaro? É um avião? Não, é Braide, o Rapidão!

    2 comentários para “Com performance de gestor supereficiente na TV, prefeito vira motivo de chacota: É um pássaro? É um avião? Não, é Braide, o Rapidão!

    1. Joaquim Haickel disse:

      O mais interessante é que o nobre jornalista
      Raimundo Garrone nunca cobrou de outros políticos da mesma forma tão intransigente e despauterada como faz com o prefeito de São Luís, Eduardo Braide!
      Vai ver que a miopia dos olhos invadiu sua mente e contaminou sua alma.

    2. Carlos disse:

      Blogueiro vcs esquerdopatas são uns pseudo democratas… respeitem a vontade popular q elegeu o BRAIDE…seus insuportáveis.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo