Logo
  • Cafeteira detona mais um oportunismo de Wellington do Curso: temos que ter o mínimo de ética

    Cafeteira critica oportunismo de Wellington do Curso

    O deputado estadual e líder do governo na Assembleia, Rogério Cafeteira (PSB), criticou mais uma tentativa oportunista do seu colega de parlamento Wellington do Curso (PP). O pepista tentou lucrar politicamente com o anúncio feito no início do mês, pelo governador Flávio Dino, de implantação do curso de Medicina em Imperatriz.

    Pelas redes sociais, Cafeteira classificou como lamentável a postura de Wellington do Curso. “Depois de o governador Flávio Dino, há mais de 15 dias, anunciar o Curso de Medicina na UemaSul é fácil agora querer aparecer de ‘pai da criança’ e tentar enganar a opinião pública. Temos que ter o mínimo de ética em tudo que fazemos”, disparou o líder do governo.

    O Curso de Medicina na universidade estadual que atenda a Região Tocantina é uma luta antiga de parlamentares que atuam nas cidades da localidade. Tão antiga que talvez date antes do interesse de Wellington do Curso de entrara na política maranhense.

    A postura oportunista demonstrada, mais uma vez, por WC só reforça como vem sendo a sua atuação na Assembleia Legislativa, pautada em picaretagem de todas as formas. Se locupletar de lutas de outros parlamentares é corriqueiro na atuação de Wellington, como foi a realização da prova do concurso da PMMA em Imperatriz, quando ele também quis ser ‘pai da criança’, sem ser.

    Lamentável.

    2 comentários para “Cafeteira detona mais um oportunismo de Wellington do Curso: temos que ter o mínimo de ética

    1. Átila Francisca disse:

      Em termos é um sujo falando de um mal lavado,imagina quando no início do governo comunista ambos estavam comendo no mesmo prato do Governador Flávio . O Maranhão sabe que o sinônimo dos Cafeteiras é servidão ao velho Sarney assim com outras raposas velhas q já foram coptados

    2. José Araújo disse:

      Com o perdão do trocadilho esse WC só faz M.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo