Logo
  • As Capelanias nas Forças Armadas dos Estados Unidos e o Maranhão no caminho certo

    Capelão das Forças Armadas dos Estados Unidos

    Fundada no final do século XVIII, as Capelanias das Forças Armadas dos Estados Unidos servem de exemplo para o mundo todo no papel fundamental de oferta de serviços religiosos, aconselhamento e apoio moral, seja em tempo de paz ou em guerra. Ao contrário dessa lógica, no Maranhão a oposição sarneyzista tenta macular a imagem dos capelães e a organização deste setor primordial para o bom desempenho do serviço militar.

    Assim como no Maranhão, nos Estados Unidos o corpo de capelães consiste em clero ordenado de múltiplas religiões que são oficiais do Exército comissionados servindo como capelães militares. Além disso, eles devem atender a altos padrões de educação e experiência.

    Tanto nos Estados Unidos, quanto no Maranhão, um capelão deve ter um diploma de pós-graduação em teologia, pelo menos dois anos de experiência profissional e ser endossado como líder qualificado por sua denominação.

    Os deveres dos capelães incluem principalmente atender às necessidades espirituais do membro do serviço. Além disso, eles realizam uma variedade de atividades relacionadas, por exemplo, desenvolvimento de programas de educação religiosa, atividades para jovens e conduzem seminários e retiros para o desenvolvimento moral, espiritual e social dos membros do serviço e suas famílias.

    O Título 10, Código dos Estados Unidos (USC), seções 3073, 5142 e 8067, prevê a nomeação de oficiais como capelães do Exército, da Marinha e da Força Aérea. A Marinha dirige seu Corpo de Capelães para fornecer capelães para o Corpo de Fuzileiros Navais, a Guarda Costeira e a Marinha Mercante. No Maranhão a Polícia Militar, o Sistema Penitenciário, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros atualmente possuem capelães.

    As Forças Armadas dos Estados Unidos possuem hoje mais de 1500 capelães que representam mais de 200 denominações diferentes. No Maranhão, o governo Flávio Dino está sendo execrado pelo oportunismo da oposição oligárquica por seguir os passos americanos da pluralidade e da organização dos serviços de Capelania.

    Seguindo o exemplo americano, que possui uma das melhores Forças Armadas do mundo, o Maranhão dinamiza e expande suas Forças de Segurança em todas as áreas e, por isso, colhe os melhores resultados do país no âmbito da Segurança Pública.

    É por isso que a oposição sarneyzista estrebucha tanto.

    4 comentários para “As Capelanias nas Forças Armadas dos Estados Unidos e o Maranhão no caminho certo

    1. Antônio José disse:

      Caraca! Que matéria ridícula…kkkkkk

    2. Ramos disse:

      Preferível copiar a Europa que é mais evoluída que seu Z’EUA. Esses capelães devem ter abençoado a bomba de Hiroshima o gás Naplan no Vietnã.
      O estado laico, grande conquista da revolução francesa.

    3. Marcos Roberto disse:

      Vc realmente substimar a inteligência dos maranhenses,então podemos dizer que a Coréia do Norte comunista ,mais se espelhar no modelo democrático do Estado Unidos em relação aos capelães. Sinceramente só um imbecil como vc que vive as custas das tetas do Governo Flávio Dino que poderia falar uma merda dessa.

    4. jose carlos silva disse:

      Garrone, vc está ficando louco? Rapaz, não se exponha ao ridículo em defesa do governo.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo