Logo
  • Eliziane afirma que votará contra a PEC 287 que altera o sistema previdenciário

    “Se antes de vir à tona a delação dos executivos da JBS, que atingiu diretamente o presidente Michel Temer, o governo ainda não tinha maioria para aprovar a reforma da Previdência na Câmara, imagine agora”. A avaliação é da deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA), que votou pela autorização para que o Supremo Tribunal Federal pudesse processar o peemedebista por corrupção passiva.

    A parlamentar maranhense adiantou, nesta terça-feira (8), que votará contra a PEC 287 que altera o sistema previdenciário nacional, se a matéria for a plenário.

    Desde o fim-de-semana e horas depois de o presidente se livrar, momentaneamente, do andamento do processo no STF, o Palácio do Planalto iniciou uma ofensiva na base governista para articular a aprovação da reforma até outubro de 2018.

    Eliziane diz que a crise envolvendo o presidente da República dificultará a aprovação da proposta na Câmara. Para aprovar uma emenda constitucional na Casa, são necessários 308 votos.

    “Antes de estourar o caso da JBS, o governo somava, somava, e não conseguia os votos suficientes para colocar a reforma da Previdência em votação. Do início do primeiro semestre para cá, o cenário piorou muito com a crise política. Além da instabilidade política, o Planalto não conseguiu fazer a lição de casa no campo orçamentário. Os gastos públicos só disparam. E não é tolerável que o trabalhador brasileiro pague a conta por este descontrole”, disse a deputada do PPS.

    Em maio, quando a comissão especial aprovou o parecer da reforma da previdência, lideranças do governo na Câmara contabilizavam 255 votos a favor da matéria. Desde então, as contas não evoluíram muito.

    1 comentários para “Eliziane afirma que votará contra a PEC 287 que altera o sistema previdenciário

    1. José Reinaldo H C Rodrigues disse:

      Tá valendo a pena. Rua asfaltada com guarita pública/privada. Tudo irregular sem placa, sem nada. Os vizinhos da outra parte da rua vão tomar devidas providencias. Pior que votei nela para prefeita e nunca vi nada parecido com o vem ocorrendo na rua Jerusalém, Araçagy, município de S J de Ribamar.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo