Logo
  • Notícias

    Assessoria de Alcolumbre nega nota da Folha e ressalta apoio ao nome de Ney Bello para o STJ

    O presidente do Senado Davi Alcolumbre negou nota da Folha e ressaltou o seu apoio ao nome de Ney Bello para o STJ

    Em contato com o blog, a assessoria do presidente do Senado David Alcolumbre negou peremptoriamente de que estaria fazendo campanha contra a indicação do desembargador Ney Bello do TRF-1 ao STJ.

    A assessoria de Alcolumbre lamentou que a Folha tenha mantido o teor da nota mesmo diante da negativa encaminhada ao jornal.

    “Eles se limitaram a acrescentar o nosso esclarecimento no final do texto da coluna Painel veiculado digitalmente”, disse-nos, por telefone.

    Aliás, fez questão de ressaltar, “ele não se envolve na eleição para o STJ, mas se o fizesse, seria em defesa do desembargador Ney Bello, pelo trabalho e competência demonstrados no TRF-1”.

    Ouvido pelo blog, o Senador Wewerton Rocha também afirmou que a notícia é falsa, certamente plantada por opositores de Ney Bello na disputa! Segundo o senador, o candidato maranhense ao STJ possui apoio irrestrito da maioria absoluta do senado e de sua presidência! 

    Outras fontes também ouvidas pelo blog desconfiam que a nota falsa publicada pela Folha tem a digital do ministro Luiz Fux com a intenção de intrigar o presidente do Senado com Gilmar Mendes, declarado defensor do nome de Ney Bello para o STJ.

    Alcolumbre estaria fazendo campanha contra indicação do maranhense Ney Bello ao STJ

    O maranhense Ney Bello Filho, desembargador do TRF-1, é um dos cotados à vaga no STJ

    Segundo a coluna Painel do jornal Folha de São Paulo (Aqui), o presidente do Senado até o final do mês de janeiro, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem feito nos bastidores campanha contra o desembargador maranhense Ney Bello, do TRF-1, um dos cotados para assumir uma vaga no Superior Tribunal de Justiça em substituição a Napoleão Nunes Maia, aposentado no último dia 17.

    Os tribunais federais de todo o país devem enviar ao STJ os nomes dos pretendentes à vaga, que serão votados de maneira secreta pelos 32 membros da corte superior, logo após o fim do recesso judiciário no final de janeiro.

    Uma lista tríplice com os três melhores colocados será enviada ao presidente Bolsonaro, que escolherá um dos nomes. O escolhido ainda terá que ser aprovado em sabatina no Senado.

    Ney Bello é apoiado por Gilmar Mendes e outros nomes relevantes da magistratura brasileira.

     A assessoria de Alcolumbre negou a nota da Folha e afirmou que ele não se envolve na disputa pela vaga do STJ.

    Flávio Dino aparece em 4º lugar, encostado do ex-presidente Lula (3º), em ranking de popularidade digital divulgado pela Folha

    Encostado a Lula, Flávio Dino supera todos os nomes da esquerda no Índice de Popularidade Digital – Foto Félix Lima/BBC News Brasil

    No ranking de popularidade digital entre os 13 nomes da política nacional em 2020, divulgado pela Folha nesta segunda 28, o governador do Maranhão aparece em quarto lugar, encostado do ex-presidente Lula, o terceiro colocado.

    O ranking é liderado pelo presidente Jair Bolsonaro, seguido de Luciano Huck, Lula e Dino.

    Embora tenha ocupado a mídia nacional especialmente com o anúncio da vacinação em São Paulo, Dória aparece em oitavo lugar, atrás de Boulos (5º), Haddad (6º) e Ciro Gomes o sétimo ranqueado.

    “Para a elaboração do IPD (Índice de Popularidade Digital), são monitoradas seis dimensões nas redes: fama (número de seguidores), engajamento (comentários e curtidas por postagem), mobilização (compartilhamento das postagens), valência (reações positivas e negativas às postagens), presença (número de redes sociais em que a pessoa está ativa) e interesse (volume de buscas no Google, Youtube e Wikipedia)”, explica a matéria da Folha.

    O trabalho foi elaborado pela consultoria Quaest.

    Leia a reportagem completa Aqui

    Mãos a Fio: Feira inaugura loja virtual e coloca produção artesanal do Maranhão na vitrine

    Acesse Aqui a loja virtual com os produtos originais do MA

    A I Feira Mãos a Fio lançada sábado, 26, para convidados e público restrito nas dependências do Basa Clube, em São Luís. No desfile de lançamento do projeto foram apresentadas algumas das peças da coleção elaborada por artesãs e artesãos da Raposa, Barreirinhas, Cururupu, Rio Grande do Maracanã em São Luís e diversas regiões do estado do Maranhão.

    Na gravação da live da I Feira Mãos a Fio foram apresentadas algumas das peças da coleção elaborada pelas artesãs participantes do projeto. O projeto é financiado pela Lei de Incentivo Aldir Blanc a partir de edital da Secretaria de Estado da Cultura. A realização do projeto é da Imagina Brasil, executado pela jornalista Léa Zaqueu e pela artesã Rosana Cardoso. O desfile tem assinatura do produtor de moda Manoel Mougeot.

    A renda de bilro produzido na Raposa é uma dos destaques

    O foco do projeto está no e-commerce (loja virtual) onde parte dos produtos apresentados no desfile veiculado posteriormente pelo canal youtube, a partir de programação da Secma. O formato ditado pela pandemia permitiu por outro lado que este agrupamento de artesãs maranhenses abrisse definitivamente uma janela para o mundo, apresentando peças do guarda-roupa feitas em renda, crochê, macramê outras técnicas artesanais.

     A I Feira Mãos a Fio como sugere o título do projeto, apesar da clara intenção de se conectar com o mundo, tem o artesão como protagonista e os produtos elaborados pelas mãos destes como uma espécie de enredo de uma história longa contínua.  A importância de produzir à mão norteia o projeto que deverá se estender por seis meses, com renovação periódica do material na loja virtual Mãos a Fio.

    Com a pandemia ditando destinos, a sustentabilidade foi reforçada dentro das metas de negócios deste grupo de fazedores. A utilização de materiais naturais, harmonizadas com a proposta de preservação do meio-ambiente norteia toda a produção deste grupo de fazedoras (es).

    A intenção não é de provocar um confronto com a produção tradicional da indústria têxtil, mas de complementá-la. Entre o grupo não permeia o sentimento de que alguém se consagre em destaque a partir da exposição, dali se sobressaindo um estilista renomado no mercado.

    Cada look das coleções apresentadas e colocadas à venda transmite uma atmosfera própria extraída do lugar onde se dá a produção e vivência da artesã. Carrega em si representações das relações sociais incutidas pelo cotidiano na qual elas estão inseridas. Na renda da Raposa, por exemplo, a atmosfera das manhãs solares, marcadas pela maresia é capturada nas tramas dos bilros e na escolha das cores dos fios que tecem as peças singulares. Têm estas, enfim, a cara de um dia de sol e praia.

    Quem é Manoel Mougeot

    Manoel Mougeot é um criativo de moda maranhense, empresário e produtor de moda. Atua com produção há 8 anos em São Luís, além de já ter feito trabalhos na maior semana de moda de jovens estilistas do Brasil em São Paulo, o Casa de Criadores. Em 2020, fundou a AÇÚ, junto à designer Priscilla Penha, um escritório de fashion design maranhense, que se apresenta no mercado maranhense fortalecendo as cadeias produtivas da economia criativa da moda, design, artesanato e artes. Atua na produção de eventos culturais; é diretor da primeira semana de cultura de moda do Maranhão, o Lição de Moda. Considerado um criativo de moda, Mougeot é multitalentoso: dá aulas e consultoria para novos modelos; figurinista; fashion filmaker; artista visual contemporâneo; consultor de Economia Criativa; além de ex-Conselheiro Nacional de Cultura no setorial Moda pelo extinto Ministério da Cultura (MinC).

    Brasil/Alemanha: As bestas-feras que atentaram contra o nascimento de Cristo são coisas do mesmo Satanás

    Adolf Hitler em celebração natalina -http://historiadeestaimagen.blogspot.com/Reprodução

    Uma outra besta-fera, além da que caiu no radar do governador do Maranhão Flávio Dino na noite de natal, que também atentou contra o nascimento de Jesus, foi Adolf Hitler.

    Enquanto o tinhoso tupiniquim sacou “apologias absurdas de armas e violência” com o objetivo de desviar atenção do nascimento de Cristo, o belzebu chucrute e sua tropa de caça-tripa tentaram de todas as maneiras abolir o próprio Nazareno das festividades natalinas.

    A jornalista Amanda Capuano veiculada em matéria veiculada na versão digital da Veja (Aqui) resgata os violentos ataques – do gabinete do ódio de então – para exterminar a figura de Jesus da face da terra.

    Leia

    Veja – Cristo vetado e doces de suásticas: como os nazistas sabotaram o natal

    Revista Fórum – Bolsonaro ameaça Dória e diz que o povo armado acaba com esta brincadeirinha

    Brasil 247 – Dino compara Bolsonaro a Satanás e diz que o Brasil se libertará deste mal

    Em plena ascensão nos anos 30 como salvador da pátria liderando uma campanha sangrenta contra os judeus, Hitler considerava o fim do mundo a sociedade alemã exaltar o nascimento de uma criança de origem judia como salvadora dos homens.

    O arsenal da máquina de propaganda nazista incluiu de mudanças de data à as adaptações de músicas natalinas tradicionais em todo o mundo.

    Noite Feliz, por exemplo, segundo a reportagem de Veja, teve todas as referências a JC substituídas por loas ao regime e ao próprio Hitler.

    As crianças recebiam calendários recheados de propaganda militar e biscoitos em formatos de suásticas.

    Nas árvores de natal os anjos e estrelas deram lugar às águias douradas e figuras solares, emblemas do nazismo.

    As armas, a violência e as mentiras descaradas são os símbolos da nova era. Coisas de Satanás, infalíveis ao tempo. Agora no embalo das redes sociais.

    Cristão devoto, o governador comunista do Maranhão confia no poder da Palavra e garante que o país “vai se libertar desse mal”.

    Boto fé.

    https://twitter.com/FlavioDino/status/1342521612655063041?s=20

    Braide omitiu sobrenome Murad, cargo no governo Roseana e propriedade de empresa de construção do futuro secretário de obras

    David Murad Col Debella

    Eduardo Braide subtraiu algumas informações “delicadas” do currículo do engenheiro civil David Col Debella, anunciado na anti-véspera do natal como o futuro secretário de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP).

    O prefeito eleito passou a borracha no sobrenome Murad, no período 2011 – 2014 de sua superintendência de Obras no governo Roseana Sarney  e na condição de sócio proprietário da BRAVO Engenharia, empresa de construção e execução de obras civis, do anunciando comandante da SEMOSP.

    Nada disso teria muita importância, além das críticas e desconfianças aleatórias provocadas por sua linhagem familiar, selo oligárquico e ser dono de uma empresa de construção, se não tivesse sonegado esses “pequenos detalhes”.

    Será que tem algum concreto armado?

    Leia Aqui o perfil divulgado por Braide e Aqui o perfil completo do engenheiro Murad.

    Braide: a vacina, a parceria e a falaciloquência de quem mija nas nossas pernas e diz que está chovendo

    Já que as portas da prefeitura de São Luís estão abertas para fazer parcerias “em prol do povo da nossa cidade”, vou contribuir com o prefeito eleito Eduardo Braide e alertar dos riscos de sua falaciloquência à saúde da população.

    Se não estivéssemos à beira de um recrudescimento da Covid-19, sem que saibamos se haverá vacinas, agulhas e seringas e, o que é pior, expostos à uma campanha antivacina encabeçada pelo presidente Bolsonaro, até que ele poderia continuar aparentando-se de virtuoso.

    Em meio a tudo isso, ao invés de ficar mandando recado ao governador Flávio Dino e divulgando um plano genérico de vacinação, ele deveria era estabelecer um canal de diálogo com o governo e se engajar na elaboração de um plano de contingência caso o governo federal não garanta a vacinação de toda a população.

    Mas, não. O que se observa, na entrevista à TV Mirante e na cerimônia de diplomação, ambas no mesmo dia, é um prefeito eleito agindo como candidato, batendo com a língua nos dentes. Lábia rasa e reveladora.

    Braide durante entrevista ao Bom Dia Mirante

                                                                      Mesma laia

    Deixando de lado o descosido plano de metas para os primeiros cem dias de gestão e seu secretariado, é na resposta sobre o plano de vacinação para São Luís (assista a entrevista Aqui) que o “escolhido” transmite sua cepa.

    Encher a boca para exaltar o Plano Nacional de Vacinação (Leia Aqui) e garantir que o governo Bolsonaro está trabalhando na aquisição de diversos tipos de vacina, não deixa a menor dúvida, pelos sintomas que expressa,  por quem usa aliança. .

    Com o mesmo feitio utilizado na propaganda eleitoral, o “eleito” ainda floreia o trabalho da equipe de técnicos e especialistas montada para preparar toda a logística de vacinação, anunciando velhas novidades, como a montagem de postos de vacinação nas escolas.

    As medidas antecipadas sob o olhar complacente do entrevistador, no entanto e na melhor das hipóteses, não passam de ornamentos baratos para enganar e emprenhar os tolos pelos ouvidos.

    O Mistério da Saúde não estabeleceu data para o início da campanha e tampouco garantiu que haverá vacinas para toda a população, além da incluída nas quatro fases previstas.

    E, se realmente tivesse lido o plano que tanto elogia e não se preocupasse apenas em levar o telespectador no beiço, teria demonstrado a importância de uma ação conjunta não só dos quatro municípios da Ilha, mas dos 217 que compõem o estado.

    É necessário assegurar a distribuição do imunizante em céus de brigadeiro, sem os riscos e a lentidão de quem trafega pelas esburacadas BRs.

    Segundo o PNV, o transporte das vacinas disponibilizadas para o Maranhão será por via terrestre a partir do desembarque no aeroporto de Fortaleza, distante 1000 Km da capital São Luís.

    Braide discursa durante cerimônia de diplomação dos eleitos em 2020

                                                                Parceria de araque

    Dando prosseguimento a cantilena do dia, o “preferido” protagoniza mais um ato de sua pantomina, desta vez durante a solenidade de diplomação dos eleitos promovida pelo Tribunal Regional Eleitoral.

    Sem qualquer cerimônia, aproveita a ocasião para pedir ao vice-governador Carlos Brandão que leve um recado ao governador Flávio Dino, avisando-lhe que o momento é de união e que o palácio La Ravardière estará sempre aberto à parcerias.

    Saudado por seus cabos de guerra no sistema Mirante e nas redes sociais por seu gesto de maturidade política, tratar o vice-governador como um garoto de recado, não é atitude de quem realmente pretende fazer parcerias com o governo.

    Poderia ali mesmo, caso fosse verdadeira sua intenção, iniciar um diálogo e marcar reuniões técnicas entre as equipes do Estado e do Município.

    Aliás, com as férias do governador, Brandão assume os Leões neste mês de janeiro.

    Mas que nada. Ele quer é tirar de onda e contribuir com a desconstrução da imagem de Flávio Dino, em sociedade com a mídia falaciosa.

    Depois de convencer o eleitorado com o “nada consta”, Braide acredita agora que pode urinar nas nossas pernas e dizer que está chovendo!

    MP alerta sobre medidas sanitárias no Réveillon em São Luís e pede atuação ostensiva das forças policiais

    Cena da virada do ano antes da pandemia

    O Ministério Público do Maranhão encaminhou ofícios nesta quarta-feira, 23, alertando o Poder Executivo estadual e os prefeitos dos municípios da comarca da Grande Ilha (São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar) sobre a necessidade de manter o rigor sobre as regras sanitárias nos eventos e festas no período natalino e de Réveillon. O objetivo é evitar a disseminação do coronavírus e prevenir o aumento de casos.

    A comunicação ao Governo do Estado foi assinada pelo procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, e pelos promotores de justiça com atribuição na área de saúde Herbeth Costa Figueiredo e Glória Mafra (São Luís), Márcio José Bezerra Cruz (São José de Ribamar), Gabriela da Costa Tavernard (Paço do Lumiar) e Reinaldo Campos Castro Júnior (Raposa).

    No ofício, os membros do MPMA alertam sobre a necessidade de cumprimento das regras sanitárias e distanciamento a fim de conter novos casos de Covid-19.

    A última regulamentação estadual sobre eventos de entretenimento, a Portaria nº 81, de 21 de outubro de 2020, editada pelo governador Flávio Dino e pelo secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, alterou a Portaria nº 55, de 17 de agosto de 2020, autorizando a realização de festas com até 150 pessoas.

    “Contudo, revogou também os subitens 2.3, 7.7, 9.2 e 9.9 do anexo 1 da mesma portaria, todos que tratam do controle e registro de entrada de pessoas nos eventos, bem como da obrigação de manter tais registros de presenças para ulterior fiscalização e para providências afetas ao poder de polícia administrativo em razão do descumprimento das normas no momento em que os eventos estiverem sendo realizados”, destaca o documento ministerial.

    O Ministério Público destaca que há vários anúncios de festas a serem promovidas na Ilha de São Luís cuja disponibilidade de público e previsão dos espaços de realização sugerem grande probabilidade de desobediência à determinação de restringir o acesso além de 150 pessoas.

    FISCALIZAÇÃO

    Diante da possibilidade de desrespeito às regras sanitárias, o MPMA solicitou ao Governo do Estado que determine a adoção de medidas fiscalizatórias sobre expedição de alvarás e licenças para os eventos. As autorizações devem seguir o Decreto nº 36.203/2020 e demais normas vigentes. Devem ser indeferidos os pedidos que descumpram as normas e revogadas as autorizações já concedidas que também as descumpram.

    Foi solicitado, ainda, ao chefe do Executivo estadual que determine aos órgãos do poder de polícia administrativa do Maranhão planejamento para fiscalização ostensiva nos dias de festa, a fim de coibir possíveis irregularidades. “Enfim, que adote medidas preventivas e repressivas para garantir, em qualquer plano da competência do Governo do Estado, a prevenção, o enfrentamento e a contenção do coronavírus no estado durante o período de festas de final de ano, sobretudo na Grande Ilha”.

    ILHA DE SÃO LUÍS

    Também foi encaminhado ofício às Prefeituras de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa solicitando, igualmente, que observem o cumprimento das regras sanitárias estaduais nos seus municípios e determinem medidas de fiscalização sobre a expedição de alvarás e licenças.

    Os chefes do Poder Executivo, em cada cidade, devem garantir que as autorizações sigam a normativa estadual, ou seja, o Decreto nº 36.203/2020 e que sejam cassadas as licenças que não se adéquem.

    Outra recomendação é que os órgãos com poder de polícia administrativa dos municípios devem realizar planejamento para fiscalização ostensivo nos dias de festa, coibindo as irregularidades.

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo