Logo
  • Notícias

    Prefeitura de São Luís e Governo do Estado entregam complexo viário da Forquilha à população

           Flávio e Edivaldo: parceria em defesa dos moradores da grande Ilha de São Luís

    “Aqui a situação era bem complicada. Além de pegar engarrafamento todo momento que passasse, quando chovia, a gente tinha que esperar a água secar para seguir viagem. Agora está bem mais simples. Antes eu saia de casa 6h da manhã para levar minha esposa para ao trabalho, pois ela entra às 7h. Agora já estamos saindo um pouco mais tarde”, disse o mecânico Antônio Ribamar Leitão, morador de São José de Ribamar ao falar da melhoria que trouxe para população a obra realizada pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado na Forquilha, onde foi construindo um complexo viário. A obra foi entregue na manhã deste sábado pelo prefeito Edivaldo e pelo governador Flávio Dino.

    Seu Antônio faz o percurso todos os dias para a capital maranhense. “Essa parceria com o governo foi o melhor acerto das duas gestões. A gente que morava para cá se sentia abandonado. Agora com essa obra não só os moradores de São Luís estão felizes, mas também os de Paço do Lumiar e de São José de Ribamar”, completou.

    O resultado da intervenção, que compreende uma área de 15 mil metros quadrados e beneficia cerca de 20 bairros no entorno já é sentido pela polução. O complexo viário de São Luís foi construindo em uma das áreas de maior fluxo de veículos da Capital e de grande movimentação de pessoas, em razão do grande número de comércio existe na região. Durante a inauguração o prefeito e o governador conferiram o resultado dos serviços e conversaram com a população. As modificações viárias garantiram a fluidez ao tráfego, reduziu o tempo de percurso entre os destinos e, consequentemente, solucionou os congestionamentos na região.

    “A entrega desta obra é muito importante para a mobilidade da região metropolitana de São Luís e para o bem estar geral da população. É uma obra que abrangeu drenagem e reordenamento geométrica que deu fluidez ao trânsito. É importante dizer que essas intervenções vão continuar na região, a exemplo da ponte ligando as MAs 201 e 202. Com isso a gente vai melhorando. Daqui a duas semanas vamos anunciar uma grande intervenção do programa Mais Asfalto nos quatro municípios da região metropolitana” anunciou o governador Flávio Dino.

    O complexo viário da Forquilha compreende a alteração na MA-201 (Estrada de Ribamar), MA-202 (Estrada da Maioba), Forquilha e Forquilhinha, Avenida Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque. As vias são responsáveis por interligar as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, por onde transitam uma média de 12 mil veículos em horário de pico. O serviço é fruto de mais uma parceria do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís que vem investindo na melhoria da mobilidade urbana com intervenções e reordenamento do tráfego nos principais corredores da cidade.

    “A parceria entre Prefeitura e Governo tem resultado em muitos avanços para São Luís. A obra deste complexo viário da Forquilha é mais um exemplo. O conjunto de intervenções inteligentes proporcionaram mais fluidez ao trânsito, mas a obra foi além disso. Os serviços estruturantes de drenagem, asfaltamento e iluminação com certeza garantiram mais qualidade de vida para quem transita e aos moradores do entorno, valorização e melhoria do aspecto urbanístico da região”, destacou o prefeito Edivaldo. “Mais uma importante parceria da Prefeitura de São Luís e Governo do Estado. Ao entregarmos este Complexo Viário demostramos que é possível resolver problemas históricos quando se tem compromisso com a população”, completou.

    Deu no D.O.

    Com gosto de gás I – Sem a mínima reserva, a prefeitura de Santa Luzia carburou o Auto Posto Zutiua Ltda-ME com quatro contratos somados em R$ 1.742.250,00 para fornecer durante onze meses combustível e lubrificantes para o município.

    Com gosto de gás II – Mas se o assunto é quilômetro rodado, o município de Milagres do Maranhão bateu todos os recordes e consumiu, entre 10 de fevereiro e 10 de março, R$ 999.340,98 em combustível adquirido através de seis contratos com o Auto Posto Santa Quitéria.

    Direção hidráulica – Já em São Pedro dos Crentes não foi por milagre que uma só empresa, a R C Arruda Peças-EPP vai ao mesmo tempo fornecer peças e pneus e fazer a revisão da frota de veículos e máquinas do município, durante dez meses, por R$ 616.152,40.

    Frota – Enquanto isso em São Pedro de Água Branca, a prefeitura locou R$ 1.950.000,00 em veículos, máquinas e equipamentos pesados da B C Cabral – ME para várias secretarias, inclusive o gabinete do prefeito, durante dez meses. 

    Mão de cal – Se depender do valor do contrato de R$ 1.405.476,30 celebrado com a Tendas Construções e Empreendimentos Ltda-ME, pelos serviços de engenharia, até o mês de agosto, para a manutenção de escolas públicas, é negro o quadro da rede municipal de ensino de Aldeias Altas.   

    Chibé – Em Pinheiro, a prefeitura reservou 70% dos gêneros alimentícios contratados por R$ 2.887.799,25 da F.W.A. Comércio Ltda – EPP, para a merenda escolar dos alunos das escolas municipais. Os 30% restantes devem abastecer a geladeira da Secretaria Municipal de Educação.

    Noves fora I – Pelo tamanho das contas, a prefeitura de Barra do Corda contratou a FAC Maia Assessoria e Consultoria Contábil – ME para fazer sua contabilidade por R$ 498.000,00.

    Noves fora II – Talvez por cada grão de areia, a contabilidade em Tutóia sairá por R$ 511.500,00, de acordo com o contrato assinado entre a prefeitura e a Contab – Instituto de Administração Pública S/C Ltda-ME.

    Os ratos sobrevivem – As baratas estão com os dias contados na administração de Vitorino Freire. A prefeitura fechou contrato de R$ 310.000,00 para que a empresa R Macedo Soares-ME faça dedetização dos prédios municipais, embora alguns bípedes e outros ratos sejam imunes ao veneno.

    Buraco negro – Ao contratar com dispensa de licitação a empresa J. Kilder Construções e Serviços para fazer tapa-buracos em Imperatriz por R$ 6.258.920,73, o prefeito Assis Ramos pode estar cavando o próprio buraco. Aliás, o único que deve ter restado, já que a empresa tinha até 2 de junho para concluir o seu serviço.

      

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo