Logo
  • Notícias

    Deu no D.O.

    Dentre aquisições milionárias de combustível, contratos vultuosos de consultorias e outras glórias, sobressai-se na coluna Deu no D.O., desta semana, a encomenda de R$ 298,5 mil em caixões feita por Palmeirândia, município com população estimada em 19,7 mil pessoas. As prefeituras de Maranhãozinho, Dom Pedro, Rosário, São José de Ribamar, Santa Inês, Loreto e Pedro do Rosário também não deixam a desejar. Confira.

    Pinguço I – A frota de Maranhãozinho só pode ser boa de bico. A prefeitura adquiriu R$ 1.681.701,87 em gasolina (comum e aditivada), óleo diesel (comum e S-10) e lubrificantes para encher os tanques das secretarias de Educação; Saúde; Administração e Assistência Social.

    Pinguço II – Foram oito contratos, dos quais quatro, somados em R$ 1.044.951,87, abasteceram a conta da I.G.A. Melo & Cia. A outra metade foi dividida entre a Elisete de S. Barros, que levou R$ 326.250,00 e a B. S. Comércio, Distribuição e Representação de Derivados de Petróleo, R$ 310.500,00; cada uma com dois contratos.

    Pinguço III – A frota de Dom Pedro também não fica pra trás, quando o negócio é beber. Por lá, a compra foi de R$ 1.645.500,00, dividida em quatro contratos com o mesmo posto Karolina (A.M. Vasconcelos – DEMAIS).  

    Flanelinha – Não é à toa que a prefeitura de Rosário optou por assinar cinco contratos com a Prime Consultoria e Assessoria Empresarial. Totalizados em R$ 2.687.430,00, a Prime faz o gerenciamento de frota das secretarias de Saúde (R$ 425.630,00); Educação (R$ 1.200.000,00); Administração (R$ 256.000,00); Assistência Social (R$ 39.000,00) e Infraestrutura (R$ 766.800,00).

    Rolamento – Enquanto isso, a prefeitura de Pedro do Rosário mete a graxa em R$ 1.326.000,00 para que seja feita a manutenção preventiva e corretiva, com fornecimentos de peças, de sua frota. Foram seis contratos. A Center Car Eireli faturou R$ 975.000,00 em três e a Almeida Auto Peças e Serviços LTDA ficou com o troco de R$ 351.000,00, referente a soma dos outros três.  

    Piçarra – Já em Loreto, o negócio é recuperar estrada vicinal. A Leonardo Oliveira Pinheiro Costa – ME tem dois milhões de pedregulhos para reparar os trechos de acesso ao povoado Pretinho e ao município de Sambaíba (R$ 1.290.388,76); e ao de Batateiras (R$ 733.369,35).

    Santo Forte – Na terra do santo padroeiro, não se sabe se a Meso Engenharia LTDA fez alguma promessa, mas a empresa está prestando serviços continuados de manutenção em prédios e logradouros públicos de São José de Ribamar. A graça de R$ 4.177.957,23 foi alcançada em contrato assinado pela prefeitura do município.

    Terra de cemitério I – Mas quem vai precisar de muita reza mesmo é o palmeirandense, se levarmos em conta que a prefeitura encomendou R$ 298.500,00 em caixões da F.R.B. de Sousa. Palmeirândia tem população estimada de 19.781 pessoas, segundo o IBGE.

    Terra de cemitério II – Com uma população quatro vezes maior, 89.489 pessoas, Santa Inês também contratou serviços funerários. A Pax Santa Inês Serviços Eirele vai encaminhar os santa-inesenses dessa para melhor por R$ 238.300,00 e com direito a roupa fúnebre!

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo