Logo
  • Notícias

    Deu no D.O.

    A coluna Deu no D.O. desta semana com os contratos dos nossos divinos gestores públicos, é uma edição ecumênica com as promessas e as graças concedidas pelos santos Luís, Pedro dos Crentes, Mateus, Bento, João Batista, Francisco, José de Ribamar e Benedito do Rio Preto. Santo de casa que não faz milagre, não é santo ou desconhece da tecnologia.

    Divino – Eis o mistério da fé. Em São Pedro dos Crentes, a Rio Neves Locação, Serviços e Construções Eireli – EPP alcançou a graça de R$ 1.163.059,70. A promessa é fazer o transporte escolar (R$ 97.094,00), alugar veículos pesados (R$ 212.400,00), recolher resíduos sólidos (R$ 346.815,70 – agosto/dezembro) e realizar a manutenção corretiva e preventiva de prédios, logradouros e vias públicas (R$ 506.750,00).

    Santo forte – São Mateus não deixa seus devotos na mão. A empresa B dos Santos Construção e Locação Eireli , por exemplo, foi atendida em R$ 1.867.826,70. E a única promessa é a manutenção preventiva e corretiva de prédios públicos das secretarias de Educação (R$ 1.476.583,00) e Saúde (R$ 391.243,70).

    Valores cristãos – Padroeiro da arquidiocese da capital, São Luís abençoou a Nissi Construções LTDA-ME com 111 milhões de reais. Em troca, serviços de engenharia, manutenção preventiva e corretiva nos mercados municipais da cidade batizada com o nome do santo.

    Papamóvel –Já São Bento, de tanto escapar das armadilhas do diabo, não perdeu tempo e resolveu alugar R$ 4,1 milhão em veículos e máquinas pesadas; divididos em cinco contratos. A frota é da AW Transporte e Locação LTDA-ME.

    Salomé – Enquanto isso, no interior do Maranhão Tania Maria M. Prazeres Comércio Eireli fazia São João Batista perder a cabeça.  A degola saiu por R$ 1,2 milhão, dividido em quatro facadas de material  permanente. Tudo para atender as necessidades do santo.

    Bota fé – Santo de casa que não faz milagre, não é santo ou desconhece da tecnologia. Em São José de Ribamar, 758 mil reais caíram nas redes da Ilha Equipamentos Digitais LTDA. A empresa tem até de maio de 22 para cumprir a promessa. Locar equipamentos com insumos e manutenção preventiva e corretiva com substituição de peças em desktops e notebooks, instalação de software e formatação ou atualização do sistema.

    Dízimo – Embora fiel até embaixo d’água, a prefeitura de São Benedito do Rio Preto resolveu não deixar tudo por conta do santo. E para evitar situações inconfessáveis contratou a Allianca Contabilidade Municipal para fazer consultoria e assessoria em contabilidade pública. A oferenda foi de R$ 420 mil.

    Voto de pobreza – São Francisco do Maranhão segue à risca os ensinamentos do xará de Assis. Esvaziou o tesouro municipal em R$ 550 mil graças concedidas ao devoto J Paulo Henrique de Freitas. A recompensa divina foi em 3 contratos de fornecimento de pneus e baterias para suprir as necessidades da frota oficial do município.

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo