Logo
  • Política

    Maioria dos brasileiros rejeita Reforma da Previdência

    Protesto contra a Reforma da Previdência com caixões

    DCM – Reportagem de Ana Estela de Sousa Pinto na Folha de S.Paulo informa que a reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro é rejeitada por 51% dos brasileiros, mostra pesquisa Datafolha. São favoráveis 41%, 2% se dizem indiferentes e 7% não sabem. A oposição à reforma é maior entre mulheres (56%) e supera o apoio por pelo menos dez pontos em todas as faixas etárias até 59 anos de idade.

    De acordo com a publicação, já entre homens, 48% se dizem a favor e 45% contra, um empate técnico (a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos). Há clara polarização das respostas de acordo com a posição na eleição presidencial de 2018: entre os que elegeram o presidente Jair Bolsonaro(PSL), 55% são a favor da reforma e 36% contrários.

    Já entre quem votou em Fernando Haddad (PT) ou branco ou nulo, 72% se dizem contra a mudança nas regras. O apoio à reforma é numericamente superior também entre os de renda familiar acima de dez salários mínimos (R$ 9.998 em 2019), 50% apoiam a reforma; 47% são contra.

    A maior rejeição, de 63%, aparece entre funcionários públicos (5% da amostra). O Datafolha ouviu 2.086 brasileiros com 16 anos ou mais, em 130 municípios em todo o Brasil, em 2 e 3 de abril, completa a Folha.

    Após ausências e dificuldades, Mais Médicos aumenta prazo para inscrição de estrangeiros


    Jornal GGN – Com os problemas relatados pelos médicos estrangeiros que não estão conseguindo se cadastrar no programa Mais Médicos e dos números que ainda não fecham – mais de 3 mil médicos que fizeram a inscrição na primeira fase não compareceram ou iniciaram as atividades, o Ministério da Saúde decidiu prorrogar a inscrição para brasileiros e estrangeiros formados no exterior.

    O balanço divulgado na noite desta quinta-feira (13), faltando apenas um dia para o fim do prazo da segunda fase de inscrição, mostrava que apesar da alta procura, muitos dos profissionais brasileiros interessados no programa mudaram de ideia ou nem sequer se apresentaram nas localidades aonde faltam os médicos do programa. Dos 8.411 que fizeram a inscrição até o dia 7 de dezembro e tiveram seus documentos aprovados pelo Ministério da Saúde, apenas 5.352 médicos compareceram ou iniciaram os trabalhos junto aos locais a que foram chamados.

     

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo