Logo
  • Notícias

    Zambelli tem pistolas apreendidas pela PF e diz que STF persegue patriotas e protege assassinos, estupradores e traficantes do morro

    As duas faces da Zambelli

    A Polícia Federal (PF) encontrou mais duas pistolas e um revolver 38m nos endereços da deputada federal Carla Zambelli (PL) em São Paulo e em Brasília. 

    A deputada já havia entregado a arma usada para perseguir um homem na véspera do segundo turno da eleição.

    A PF cumpriu busca e apreensão autorizada pelo ministro do STF Gilmar Mendes a pedido do Ministério Público Federal.



    Com cara de santa e voz mansa de anjo, a Zambelli ao criticar a decisão do STF acabou foi descarregando nas redes sociais todo o seu preconceito.

    “…revolta é saber que esse mesmo STF que tem agido, por exemplo, para proibir ações em morros onde a gente já sabe que tem armas ilegais, onde existem estupradores, assassinos, traficantes de drogas… e que essas mesmas pessoas, quando são presas, imediatamente são soltas na audiência de Custódia. Enquanto nós sabemos que existem patriota como Clio, por exemplo, presos injustamente…”  

    Bolsonaro prevê mais dinheiro para a Defesa do que para a Educação em 2021

    Eleito ao vencer o professor Fernando Haddad, do PT, em 2018, Jair Bolsonaro quer deixar um novo marco de seu governo que simboliza o privilégio das armas contra livros.

    Segundo reportagem de Mateus Bargas, no jornal O Estado de S.Paulo desta segunda-feira (17), o presidente quer privilegiar o Ministério da Defesa no orçamento de 2021, que deve ter pela primeira vez em 10 anos mais dinheiro que a Educação.

    Com estudos para taxar livros – que seriam “produto da elite” – e medidas para liberar o consumo de armas de fogo, Bolsonaro prevê reservar um orçamento em que a Defesa receba R$ 5,8 milhões a mais que a Educação.

    A proposta estaria nas mãos da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, e deve ser encaminhada até o fim deste mês ao Congresso.

    Segundo a previsão, a Defesa terá um acréscimo de 48,8% em relação ao orçamento deste ano, passando de R$ 73 bilhões para R$ 108,56 bilhões em 2021. Enquanto isso, a verba do Ministério da Educação (MEC) deve cair de R$ 103,1 bilhões para R$ 102,9 bilhões.

    Da Revista Fórum

    Fernando Brito: A barbárie oficializada. Ou como Bolsonaro é um caso para Juizado de Menores

    Do Tijolaço

    Um pai ou mãe ter uma deformação mental suficiente para vestir uma criança pequena com uma farda policial e por em suas mãos uma réplica de uma pistola é, claro, uma deformação mental a ser psicologicamente tratada.

    O Presidente da República pegá-la ao colo, exibi-la e fazer “arminha” com a mão passa desta categoria e passa à de propaganda deformadora do comportamento social.

    É o exemplo “oficial” do que se quer formar entre os brasileiros.

    Há 40 anos, no Rio, proibiu-se a comercialização de armas “de brinquedo” para crianças.

    Campanhas públicas foram feitas para recolhê-las

    Guina Ramos, na foto que ilustra este post, registra o dia, nos anos 80, em que – para desespero de seus assessores, eu inclusive – Leonel Brizola resolveu pular sobre uma fogueira feita por armas de plástico trocadas por livros e cadernos .

    Hoje, a cartilha é a da morte.

    Que guiam as mãos ainda ingênuas que acariciam a pistola, mas que logo a manipularão como um desejo de matar.

    Jair Bolsonaro é, também, um caso de Juizado de Menores.

      

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo