Blog do Garrone

Sarney é descrito como ‘chefe de todos os chefes’ em pedido de prisão

Com uma vasta folha corrida na política brasileira, Sarney agora também atua como consigliere dos políticos acusados de corrupção

Sarney: o chefe de todos os chefes dos esquemas de propina do PMDB.

De acordo com a coluna Radar Online, da Veja, ao justificar o pedido de prisão domiciliar de Sarney, o Ministério Público Federal descreve a atuação do ex-presidente como a do “capo di tutti capi”, ou “chefe de todos os chefes” do PMDB.

Procuradores dizem que nada acontecia no esquema de propina para o partido sem a bênção de Sarney.

Um comentário sobre “Sarney é descrito como ‘chefe de todos os chefes’ em pedido de prisão

  1. MACABEU JR.

    Nada que Sarney, seus advogados disser, vale para sua defesa. Sarney é o Capo, o poderoso Chefão, do típico cinema americano.
    Ninguém tem dúvida, as evidência demonstra a existência dos crime de Sarney. O Procurador da Republica, não é bobo, para pedir a prisão do Capo dos Capo, simplesmente por ouvir dizer, só mesmo prova e muita prova que justifique, Sarney é cartesiano.
    Lamentável que se cogita prisão domiciliar, com tornozeleira para um criminoso tão astuto como Sarney, Sarney tem que pagar por seus crimes na cadeia, inadmissível que tantos criminosos com crimes de menor gravidade vão cumprir pena em Presídios e Sarney um criminoso com alta periculosidade vai curtir em casa o ócio, revendo seus planos macabros para dificultar ainda mais a justiça. As elites que estão se reunindo para impedir que Sarney seja preso, tem que ser punidos por interferências nas decisão da justiça, cabe a Justiça designar as penas que as leis determina e que Sarney infrigiu. Dizer que Sarney está velhinho, 86 anos, está senil. coitadinho. Mas ele tem serenidade para tramar, obstruir a justiça, mancomunar golpe, influenciar e mandar parte dos deputados e senadores que vivem debaixo de sua liderança destituir uma Presidenta eleita com mais 54 milhões de votos. Portanto, cadeia pra Sarney em Presídio é pouco.
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *