Blog do Garrone

São Luís: urbanização e novas perspectivas

Rua da Mangueira, na Vila Isabel recebe motoristas e transeuntes de todas as idades depois que as obras de pavimentação deixaram os buracos, lama e poeira, para trás

Rua da Mangueira, na Vila Isabel: motoristas e transeuntes de todas as idades agora podem seguir em frente depois que as obras de pavimentação deixaram os buracos, lama e poeira, para trás

Não é gratuito o carinho da população pelo prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Júnior. Embora a presença constante do gestor nos bairros seja com certeza um ponto fundamental e positivo de sua administração, ela não se sustentaria se não houvesse resultados a mostrar. 

As ruas da Mangueira e Senador Pompeu, na Vila Isabel, são exemplos desses pontos positivos. A Prefeitura de São Luís está em fase de conclusão da obra de drenagem e pavimentação da via. Antes um conjunto de buracos, lama e poeira, a rua da Mangueira, agora recuperada, vai funcionar inclusive como ponto de conexão entre bairros da área Itaqui-Bacanga.

Nos mais de 90 bairros de São Luís que já foram alvo dos serviços, a urbanização tem chegado completa: além da pavimentação, é feita a drenagem superficial (meio-fio, calçada de sarjeta) e, nos casos necessários, a drenagem profunda. Esse formato de obras, que até então não acontecia em São Luís, tem sido determinante para a durabilidade dos serviços. Várias das comunidades beneficiadas, como Pontal da Ilha, Jardim São Raimundo e os mais de 30 bairros do pólo Coroadinho, saíram do isolamento com as ações desenvolvidas pela atual gestão, possibilitando, assim, o investimento futuro em outras políticas públicas, como saúde, educação e mobilidade urbana.

As ruas são o principal termômetro da popularidade de um candidato. O ambiente efusivo com que a população tem recebido Edivaldo não deixa dúvidas sobre a aprovação dos serviços.

Um comentário sobre “São Luís: urbanização e novas perspectivas

  1. danilo

    Esse serviço é de uma melhora surreal para a qualidade e tempo útil do asfalto. Onde eles fizeram esse “tratamento” o asfalto continua muito bom.

Deixe uma resposta para danilo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *