Blog do Garrone

Ricardo Murad e os projetos mal elaborados e a falta de planejamento da saúde

Um dos maiores embustes que já existiram na história política do Maranhão com certeza foi a saúde de excelência prometida por Ricardo Murad nos últimos seis anos da gestão de Roseana Sarney. A pasta, inclusive, foi alvo de operação da Polícia Federal, que classificou Murad como chefe de organização criminosa que desviou R$ 1 bilhão dos cofres públicos.

Cheio de projetos mal elaborados e falta de planejamento, o sistema de saúde pensado por Murad foi piada nacional, depois de um ex-ministro afirmar que no Brasil existia um SUS e no Maranhão existia outro. Os problemas oriundos das negociatas do ex-todo-poderoso do governo Roseana foram herdados pela gestão de Flávio Dino, que tenta resolver imbróglios jurídicos para entregar à população maranhense hospitais e centros de saúde que jamais sairiam do papel em governos sarneysistas.

Casos como o Hospital de Balsas, em que havia um projeto, a execução estava completamente diferente e as adequações propostas pela gestão passada para desviar ainda mais dinheiro iam na direção contrária ao que foi pensando no início do planejamento, foi resolvido. Assim como no Hospital de Chapadinha, prestes a ser inaugurado.

As loucuras estruturais herdadas por Ricardo Murad mais parecem arapucas para responsabilizar o atual governo pela demora na entrega das unidades, mesmo o ex-secretário prometendo todas essas obras para o fim de 2010. É o caso dos centros de hemodiálise, tema recorrente nos jornais e blogs oligárquicos.

O que eles não explicam é que o contrato com a empresa responsável pela obra dos centros de hemodiálise é anterior à atual gestão. Responsavelmente, o secretário de saúde, Carlos Lula, afirma que “a empresa responsável pela execução das obras dos novos centros de hemodiálise foi notificada, por diversas oportunidades, por inadequação do serviço, fugindo às normas e leis regulamentadas pela RDC 50 e pela Anvisa”.

Lula explica ainda que “os novos Centros passam por readequação, estão previstos para serem inaugurados a partir do segundo trimestre de 2018, após mais uma interminável reunião com a empresa no mês de dezembro de 2017”.

O compromisso demonstrado pelo governo Flávio Dino na resolução dos problemas da saúde do Maranhão perpassam por reparar erros de projetos mal elaborados e falta de planejamento do passado. “Tomaremos as medidas para responsabilizar os responsáveis por tamanha demora na entrega das obras, que prejudica todos os maranhenses”, garantiu Lula.

2 comentários sobre “Ricardo Murad e os projetos mal elaborados e a falta de planejamento da saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *