Blog do Garrone

Para desespero de Ricardo, 800 empregos serão gerados em Coroatá

Desde a derrota em outubro da prefeita Teresa Murad, o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, tem perdido as estribeiras, acusando o Governado do Estado de participação nas eleições, devido as obras no município financiadas pelo Palácio dos Leões. Para aumentar ainda mais o desespero e provar a lisura dessas ações,através de incentivos governamentais cerca de 800 empregos serão gerados no município com a instalação de uma abatedouro na cidade.

Durante visita do secretário estadual de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, na última quarta-feira (7), à sede da Frango Americano, em Belém, o Governo do Estado recebeu a confirmação de que um abatedouro será instalado em Coroatá. As obras da fábrica têm previsão de início para o primeiro semestre de 2017.

Em 2015, o governo firmou acordo com a Frango Americano para a instalação do abatedouro. Porém, mesmo tendo protocolado há meses a solicitação de licenciamento na prefeitura de Coroatá, a empresa ainda não obteve a licença de uso e ocupação da área.

“A Frango Americano se instalou em 1997 no Maranhão. Quando o governador Flávio Dino assumiu fez uma série de medidas em apoio ao setor produtivo. Temos um trabalho de ampliação, não só de criação de frangos, que é verticalizada, desde os ovos férteis, que são produzidos no Maranhão, até a incubação e criação. Agora vamos para uma nova fase, um desafio que é o abate do frango, que será feito em um abatedouro a ser instalado em um período de dois anos em Coroatá”, afirmou Evandro Watanabe, diretor executivo da Frango Americano.

Em recente reunião com o prefeito eleito da cidade, Luis Amovelar Filho, garantiu que todas as tratativas serão retomadas e que o empreendimento terá todo o apoio necessário para sua implantação.

“Há mais de um ano a empresa tenta iniciar a construção do abatedouro, mas vem  encontrando empecilhos gerados pela atual gestão municipal. Diante disso, conversamos com o prefeito eleito, Luis Amovelar, e tivemos a garantia de que, a partir de janeiro de 2017, as obras poderão ser iniciadas”, afirmou o secretário Simplício Araújo.

A instalação do abatedouro deve gerar 800 empregos diretos e, em pleno funcionamento, será capaz de abater mais de 100 mil aves/dia. Segundo Simplício Araújo, o abatedouro irá aquecer o mercado de trabalho, fomentando ainda mais a cadeia produtiva da avicultura. (Blog Marrapá)

Um comentário sobre “Para desespero de Ricardo, 800 empregos serão gerados em Coroatá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *