Blog do Garrone

Os subterfúgios de Alberto Filho e Júnior Marreca para favorecer Eduardo Cunha

Alberto Filho (PMDB)

Alberto Filho (PMDB)

Júnior Marreca (PEN)

Júnior Marreca (PEN)

É preciso respeitar os dez deputados federais que votaram contra a cassação de Eduardo Cunha pela coragem de defender e expressar publicamente suas convicções, independente da opinião pública.

O que não é o caso dos nove que se abstiveram e dos quarenta e dois que se ausentaram da sessão da Câmara como forma de favorecer Cunha, já que era necessário o apoio de 257 deputados para a cassação.

Dentre estes os maranhenses Alberto Filho (PMDB), que se absteve, e Júnior Marreca (PEN), que se ausentou. 

Melhor seria se tivessem votado pela absolvição do ex-presidente, do que fazê-lo de maneira envergonhada como fizeram.

Pior ainda é a suspeita de que os expedientes da abstenção e da ausência foram utilizados para contrariar seus votos pela cassação e retribuir alguns possíveis favores ilícitos promovidos por Cunha, que é acusado de ser um dos principais integrantes do esquema de corrupção da Petrobrás.

O que temem Alberto Filho e Júnior Marreca?

2 comentários sobre “Os subterfúgios de Alberto Filho e Júnior Marreca para favorecer Eduardo Cunha

  1. Augusto Ribeiro

    O “deputado parente de pato” não foi votar no processo de cassação de Eduardo Cunha. É um covarde, sem caráter … É o desespero de perder a eleição batendo a sua porta. É a perda do poder político que chega. É o povo de Itapecuru acordando para a realidade e se livrando desses canalhas sujos e de caráter duvidoso.

  2. MACABEU NETO

    Coitado de Alberto Filho, vai a derrocada junto com seu pai, o prefeito atabalhoado homônimo, não dar para dizer que Alberto Filho é um político canalha ou se é falta de experiência mesmo, não tinha necessidade de se obster-se, deveria ter encarado com simplicidade, um sim na cassação do gangster Eduardo Cunha, não é nenhum pecado, perdeu a oportunidade de se consagrar como um futuro e decente político para a juventude de sua cidade Bacabal. Pois tudo a perder com sua atitude impensada, sem reflexão ou raciocínio, é muito provável que seja seu ultimo mandato, encerrando sua carreira junto com a do seu pai que foi um desastre como prefeito. Como é jovem, se tentar disputar qualquer cargo no futuro será muito temerário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *