Blog do Garrone

O apoio de Wellington é contra Edivaldo, pois considera que talvez Braide seja flor que não se cheire

Wellington do Curso e Eduardo Braide: cinismo e conveniência política

Wellington do Curso e Eduardo Braide: cinismo e conveniência política

A aliança entre Eduardo Braide e Wellington do Curso não passa de um grande engodo para atender exclusivamente os interesses eleitorais, independente do que um pensa do outro, embora ambos se assemelham  pela conveniência que rege suas ações, pelo vazio de suas propostas, pela capacidade de vender gato por lebre e por colocar seus interesses à frente do proveito da população.

Enquanto o primeiro, ignora as cobras e lagartos proferidas contra Wellington nos debates da TVs Guará e Mirante e o recebe em festa durante uma caminhada na área Itaqui Bacanga, contrariando tudo o que disse durante o programa eleitoral, onde criminaliza a classe política e se apresenta como independente, que não faz acordos para vencer a eleição.

O segundo, mal declarou o seu apoio na Assembleia Legislativa e foi à sede do curso, que leva o seu nome no bairro Monte Castelo, para justificar a seus alunos que a sua decisão deve-se exclusivamente ao combate que faz ao prefeito Edivaldo Holanda, pois considera que Braide “talvez não seja flor que se cheire”.

– Eu poderia ficar neutro. mas neutro eu iria ajudar Edivaldo. Hoje tomei a difícil decisão. Eu fui criticado pelo Eduardo Braide, que talvez também não seja flor que se cheire. Mas eu tinha que me posicionar. Eu não posso fazer o enfrentamento por dois anos de Edivaldo e ficar omisso. Eu não sou covarde, sou homem de atitude. Não sou homem de ficar em cima do muro”, discursou e fez campanha contra o prefeito (Veja vídeo abaixo), sem citar sequer alguma qualidade que possa fazer de Braide o melhor nome para administrar São Luís.

Mas isso pouco importa, o que interessa é colocar o professor embaixo do braço para tentar conquistar os 103.951 mil votos por ele alcançados no primeiro turno, mesmo que o repute como um deputado inoperante, por não apresentar nenhum projeto em defesa da Saúde e da Educação do Maranhão.

A cinco dias da eleição,  esta é a união que o ludovicense merece por revelar quem são realmente Eduardo Braide e Wellington do Curso!

Veja os vídeos da troca de acusações durante os debates entre os dois candidatos no primeiro turno e a justifica de Wellington a seus alunos

 

2 comentários sobre “O apoio de Wellington é contra Edivaldo, pois considera que talvez Braide seja flor que não se cheire

  1. Karolynne Dias

    Não diga… Que ele é contra Edvaldo eu acredito até porque a favor dele só quem tem medo de perder suas preciosas boquinhas né…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *