Blog do Garrone

Ministro da Justiça demite presidente da Funai por não nomear indicações do PSC

Antonio Costa não contratou lista de assessores exigida pelo líder do PSC, André Moura. Osmar Serraglio vai substituí-lo por um ruralista indicado pelo PSC e PMDB e nomear um grupo de 25 pessoas para as áreas de finanças e gestão

Serraglio demitiu presidente da Funai por não ter acatado lista de contratação indicada por André Moura Foto: Arquivo Agência Brasil

POR LEONEL ROCHA Do Congressoemfoco

Com o aval do presidente Michel Temer (PMDB), o ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB), decidiu demitir o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Fernandes Toninho Costa, e substituí-lo por um representante da bancada ruralista no legislativo. A demissão foi exigida pelo líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), porque o presidente da entidade responsável pela gestão das terras indígenas não aceitou nomear 25 pessoas indicadas por ele desde que a nova direção da Funai tomou posse.

A decisão política de demitir Antônio Costa foi tomada por Serraglio na quarta-feira(1º), dia em que se comemora o dia do índio, e assustou o presidente da Funai. Os 25 nomes impostos por André Moura para serem contratados pela Funai não são de carreira do órgão. O deputado exigiu que fossem nomeados nas áreas de finanças e de gestão da fundação.  Alguns nomes que o ministro Serraglio deve confirmar vão ocupar superintendências em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, Roraima, Campo Grande e no Mato Grosso do Sul.

Continue lendo Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *