Blog do Garrone

Escolas estaduais de Coroatá são reformadas depois de 30 anos

CE Francisco Gonçalves completamente recuperada depois de anos e anos de abandono

CE Francisco Gonçalves completamente recuperada depois de anos e anos de abandono

As reconstruções dos Centros de Ensino Francisco Gonçalves Magalhães e Clodomir Millet, entregues pelo governador Flávio Dino, esta semana, no município de Coroatá, com investimento de cerca de R$ 3 milhões, marcaram o final de um ciclo de mais de 30 anos sem reformas nas duas escolas. Além delas, o Governo do Estado entregou, também, o CE Hermano José Leopoldino Filho, beneficiando, ao todo, quase dois mil alunos no município.

As reformas nas escolas de Coroatá ocorreram em função do grande programa de reestruturação da rede física escolar do Maranhão, promovido pelo governo Flávio Dino. No total, 60 unidades educacionais em todo o estado estão sendo reconstruídas, obras que representam um investimento de mais de R$ 90 milhões e que beneficiam mais de 40 mil estudantes em todas as regiões do Maranhão. Além das grandes reformas, centenas de outras unidades estão recebendo algum de tipo de intervenção e/ou manutenção. Somente no último neste mês, o governador entregou e vistoriou dezenas de unidades em mais 16 municípios.

“Até o fim da nossa gestão, todas as escolas de ensino médio do Maranhão vão receber algum tipo de melhoria, de acordo com a necessidade e a realidade de cada comunidade”, garantiu o governador Flávio Dino ao entregar as unidades em Coroatá.

 Estudante Widson Araújo da Silva, do CE Hermano José Leopoldino Filho, lê mensagem de agradecimento ao govenador Flávio Dino. Foto: Lauro Vasconcelos


Estudante Widson Araújo da Silva, do CE Hermano José Leopoldino Filho, lê mensagem de agradecimento ao govenador Flávio Dino. Foto: Lauro Vasconcelos

A professora Saionara Rêgo, professora do CE Clodomir Millet comemorou as modificações na escola de Coroatá. “Sou professora há trinta anos desta escola e nunca tinha visto uma reforma. Era um antigo sonho nosso. Tenho certeza que todas essas melhorias, como os ar condicionados nas salas, irá melhorar, também, o nosso trabalho com os alunos, que se sentirão mais motivados em vir para a escola e a aprender”, destacou a professora.

De acordo com gestora auxiliar do CE Francisco Gonçalves Magalhães, Maria do Carmo Brito, desde a construção da escola, em 1985, nunca houve uma reforma. “O sonho da tão desejada reforma da escola, enfim, aconteceu. Isso depois de 30 anos de descaso dos governos anteriores, que nunca tiveram educação como prioridade”, frisou.

Pai da aluna Ana Beatriz Marinho e ex-estudante da escola, Márcio Aurélio Marinho Leal foi o encarregado pela obra na escola. “Estar à frente da reforma é uma honra indescritível. Muitos ex-alunos, colegas meus, ficaram contentes em saber que eu fui o responsável pela obra. Ajudei a reconstruir e climatizar a escola que estudei e que minha filha estuda atualmente. Isso me orgulha”, enfatizou.

Márcia Faustino Barbosa Viana, gestora do Centro de Ensino Hermano José Leopoldino Filho, lembrou que última melhoria que a escola havia recebido aconteceu em 2008, com construção de uma quadra. Essa informação foi reforçada no discurso emocionado do estudante Widson Araújo da Silva, do 3º ano do Ensino Médio, turno vespertino.

“Eu, pessoalmente, cheguei aqui nos meus primeiros anos de formação, cresci, pois tive como base excelentes professores, porém, já tivemos momentos negativos causados pelos descasos de gestores passados: falta de professores, de material didático, ventiladores quebrados, carteiras danificadas e falta de merenda de qualidade”, relatou. “O dia de hoje deve ser celebrado por toda nossa comunidade escolar, pois podemos considerar aqui como um novo momento da Educação do Maranhão, percebemos nas ações implantadas, uma nova concepção de educação”, realçou o estudante.

Depois de agradecer ao governador Flávio Dino pelas obras, Widson Araújo da Silva ressaltou que a reforma transformou a unidade escolar. “Obrigado, em nome do CE Hermano José Leopoldino Filho e em nome de todas as escolas que estão sendo reformadas no Maranhão, através do Programa ‘Escola Digna’. Hoje, podemos dizer que nossa escola é uma escola digna”.

As escolas ganharam telhados e pisos recuperados, instalações hidráulicas e elétricas renovadas, pintura das paredes, revestimentos, instalações de ar condicionado nas salas de aula, instalação de novos quadros, reforma de banheiros, troca de portas e de luminárias, instalação da subestação de energia elétrica. Os serviços foram executados pelo Governo do Maranhão, por meio pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Governador Flávio Dino e secretário Felipe Camarão recebem carinho e professores e gestores escolares. Foto: Lauro Vasconcelos

Governador Flávio Dino e secretário Felipe Camarão recebem carinho e professores e gestores escolares. Foto: Lauro Vasconcelos

Mais escolas

O secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, ressaltou que as reconstruções e manutenções de escolas fazem parte do maior programa de investimentos da educação da história do Maranhão, o ‘Escola Digna’. “Entregamos em Coroatá, três escolas, e, ao mesmo tempo, o governador determinou o início da recuperação das outras três escolas. De modo que na sede de Coroatá todas as seis escolas do Estado estão sendo recuperadas”, afirmou o secretário.

Após a inauguração das escolas, uma equipe técnica da Seduc, sob a coordenação dos secretários adjuntos Anderson Lindoso (Suporte ao Sistema Educacional) e Rosyjane Paula (Gestão das Unidades Regionais de Educação), vistoriou as escolas Montenegro Tavares (sede), que atende 849 alunos; Maria José Dias Trovão (937 alunos) e João Lisboa (803). As três receberão, nos próximos dias, serviços de manutenção e melhorias na infraestrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *