Blog do Garrone

Em nota Léo Costa diz que acordo com o PC do B em Barreirinhas foi cumprido em 2014

Léo Costa

Léo Costa

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A propósito da entrevista do Governador Flávio Dino ao Blog do jornalista Raimundo Garrone a respeito da eleição municipal de Barreirinhas deste ano, e em respeito a opinião pública do Estado, tenho a esclarecer o que segue:

1) É verdade o que diz o Sr. Governador sobre o acordo político PDT/PCdoB em 2012, quando saí candidato a prefeito pelo PDT, apoiado por ele, por seu partido e por outras forças políticas locais, com a palavra de retribuir em 2016, apoiando o PCdoB;

2) Mas esconderam do Sr. Governador que o seu candidato e o seu partido redesenharam o acordo de 2012, trocando o apoio do PDT em 2016 pelo apoio à candidatura do Sr. Amilcar Rocha a deputado estadual pelo PCdoB em 2014, fato este acontecido ainda no primeiro semestre daquele ano, em reunião realizada na Pousada Buriti, na presença de diversos vereadores e lideranças políticas do município;

3) É lamentável que a assessoria política do Sr. Governador tenha escondido do mesmo a segunda metade da história, qual seja, o Sr. Amilcar Rocha abriu mão do apoio do PDT para prefeito em 2016 em troca do apoio do PDT à sua candidatura para deputado estadual pelo PCdoB em 2014, o que foi feito, pode ser comprovado e toda a cidade é testemunha;

4) Se o Sr. Governador tivesse recebido pelo menos uma vez o Prefeito de Barreirinhas em audiência exclusiva, onde poderia o tema ter sido abordado, teria tido acesso a toda a verdade e não a metade dela, mas nunca fui recebido. Como Governador de todos, e por experiência profissional como magistrado, o melhor juízo só poderia nascer depois de ouvidas as duas partes, não apenas a do seu interesse.

5) Votei no Governador Flávio Dino com gosto e gratuidade, por convicção, depositando nele minha esperança. Fui um dos poucos prefeitos a subir no seu palanque em 2014, retribuindo sua gentileza em 2012;

6) Estranho, portanto, é este surto autoritário inconcebível do partido do Sr. Governador em constranger o PDT a cassar meus direitos políticos em plena vigência do regime democrático no Brasil;

7) Logo eu, um dos 11 membros fundadores do PDT maranhense, seu primeiro Secretário-Geral, escriba da primeira ata do primeiro livro do Partido, 35 anos de militância política efetiva, duas vezes Prefeito de Barreirinhas pelo PDT, minha esposa Sandra Torres vice-prefeita de São Luís, pelo PDT;

8) Estranho é o abandono da liturgia do cargo de Governador, para socorrer um protegido seu, rasgando o estatuto da democracia e a história de um brasileiro maranhense, dedicada ao município, ao estado e ao país;

9) Pobre Maranhão: o último estado a aderir a independência. Será também o derradeiro a aderir à democracia? Como ficará a pregação de uma certa esquerda que tanto bradou contra a ditadura militar no episódio da cassação dos direitos políticos?

10) Lembro as dores de João Goulart, Leonel Brizola, Darcy Ribeiro, Neiva Moreira, Francisco Julião e tantos outros trabalhistas, obrigados ao exílio e ao corte de suas carreiras políticas, o sofrimento das famílias e do antigo PTB, como também lembro do calvário do Governador Jackson Lago que estarreceu todo o país;

11) Aos 70 anos, pensando que já havia visto tudo, ainda me surpreendo.  Absolutamente, Jackson Lago não faria isso. Lembro de João Francisco, Reginaldo Telles, Maria Lucia Telles, Policarpo Costa Neto, Alaíde Viegas, Terezinha Amorim, Pedro Lago, Raimundo Aroucha, Agenor Gomes, fundadores e idealistas do PDT. Foi pra isso que fundamos este partido?

12) Porém, confio na história, na opinião pública e na justiça. Lutarei por ela.

Léo Costa

Prefeito de Barreirinhas

Um comentário sobre “Em nota Léo Costa diz que acordo com o PC do B em Barreirinhas foi cumprido em 2014

  1. Marcos Afonso

    Se o PDT apoiou o Dr. Amilcar em 2014, como se explica a votação de 1.199 votos de Graça Paz no município? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. O fato é que o prefeito falou q apoiava um e mandou todo o partido trabalhar pra outro. Simples assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *