Blog do Garrone

Econométrica mostra Luciano Genésio em queda livre em Pinheiro; Filuca já é terceiro

Leonardo Sá

Marrapá – A situação de Luciano Genésio (PP) não está tranquila e nem favorável na cidade de Pinheiro. Depois de ter um padrinho cerca velha, Waldir Maranhão (PP), Genésio parece não estar respirando bons ares na principal cidade da Baixada maranhense.

Acontece que o discípulo de Waldir Maranhão apresentou uma grande queda nas intenções de voto, em pesquisa encomendada pelo Blog Marrapá ao Instituto de Pesquisa Econométrica, entre 6 e 7 deste mês, registrada sob o número MA-06001/2016, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

De 40%, em junho no ano passado, segundo levantamento realizado pelo Instituto Exata, Luciano Genésio agora conta com 32% em intenções de voto. E quem está em empate técnico com ele, considerando a margem de erro, é o médico Leonardo Sá (PCdoB), que tem 27,7% das intenções de voto. Filuca Mendes (PMDB) aparece em terceiro, com 26,6%.

Antes de despencar para os 32%, Genésio ainda passou pela casa dos 36%, em dezembro de 2015, em pesquisa também realizada pelo Instituto Exata.

A pesquisa mostrou também que Leonardo Sá tem larga vantagem em um confronto direto com Filuca Mendes (PMDB). O comunista venceria facilmente o peemedebista, de lavada, por 46,2% a 28,5%.

REJEIÇÃO

De acordo com a Econométrica, o pré-candidato mais desprezado em Pinheiro é o atual prefeito, que está com uma rejeição de 47,6%, seguido por Luciano Genésio, que tem a antipatia de 18,5% da população pinheirense. Leonardo Sá é o pré-candidato com a menor rejeição do município: 9,8%.

Leonardo Sá é um pré-candidato de nome leve, que facilmente será trabalhado em Pinheiro. Tanto que ganhou a adesão de 8 partidos mais o seu, o PCdoB, totalizando uma coalizão de 9 legendas, a maior anunciada até agora em toda a região.

Além do apoio político de peso, isso significa um grande tempo de televisão e, consequentemente, maior tempo para exibir suas propostas para os pinheirenses.

Recentemente, Luciano Genésio perdeu o apoio do Solidariedade e está com relação estremecida com o PSDB, uma grande ameaça para sua futura candidatura, que deve ficar esvaziada.

PROBLEMAS

A pesquisa ouviu 481 pessoas em 21 bairros da cidade e 10 povoados do município. A maior reclamação dos pinheirenses diz respeito ao asfalto, ou melhor, à falta dele.

Um total de 33,3% da população afirma que o asfalto é o pior problema da cidade. O que é facilmente constatado por quem se dispõe a percorrer, atualmente, as ruas da cidade, que estão em total estado de precariedade.

Saneamento básico também é apontado como um dos grandes problemas de Pinheiro. 15,8% da população reclama da falta de saneamento, que é percebida a olho nu, com grandes valas e esgotos a céu aberto em toda a Princesa da Baixada.

A Saúde figura como um problema urgente a ser resolvido, de acordo com 14,3% dos pinheirenses. E nos povoados, a insatisfação em relação à Saúde cresce para 29,9% dos entrevistados.

Um comentário sobre “Econométrica mostra Luciano Genésio em queda livre em Pinheiro; Filuca já é terceiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *