Blog do Garrone

Deu no D.O.

Com gosto de gás I – Sem a mínima reserva, a prefeitura de Santa Luzia carburou o Auto Posto Zutiua Ltda-ME com quatro contratos somados em R$ 1.742.250,00 para fornecer durante onze meses combustível e lubrificantes para o município.

Com gosto de gás II – Mas se o assunto é quilômetro rodado, o município de Milagres do Maranhão bateu todos os recordes e consumiu, entre 10 de fevereiro e 10 de março, R$ 999.340,98 em combustível adquirido através de seis contratos com o Auto Posto Santa Quitéria.

Direção hidráulica – Já em São Pedro dos Crentes não foi por milagre que uma só empresa, a R C Arruda Peças-EPP vai ao mesmo tempo fornecer peças e pneus e fazer a revisão da frota de veículos e máquinas do município, durante dez meses, por R$ 616.152,40.

Frota – Enquanto isso em São Pedro de Água Branca, a prefeitura locou R$ 1.950.000,00 em veículos, máquinas e equipamentos pesados da B C Cabral – ME para várias secretarias, inclusive o gabinete do prefeito, durante dez meses. 

Mão de cal – Se depender do valor do contrato de R$ 1.405.476,30 celebrado com a Tendas Construções e Empreendimentos Ltda-ME, pelos serviços de engenharia, até o mês de agosto, para a manutenção de escolas públicas, é negro o quadro da rede municipal de ensino de Aldeias Altas.   

Chibé – Em Pinheiro, a prefeitura reservou 70% dos gêneros alimentícios contratados por R$ 2.887.799,25 da F.W.A. Comércio Ltda – EPP, para a merenda escolar dos alunos das escolas municipais. Os 30% restantes devem abastecer a geladeira da Secretaria Municipal de Educação.

Noves fora I – Pelo tamanho das contas, a prefeitura de Barra do Corda contratou a FAC Maia Assessoria e Consultoria Contábil – ME para fazer sua contabilidade por R$ 498.000,00.

Noves fora II – Talvez por cada grão de areia, a contabilidade em Tutóia sairá por R$ 511.500,00, de acordo com o contrato assinado entre a prefeitura e a Contab – Instituto de Administração Pública S/C Ltda-ME.

Os ratos sobrevivem – As baratas estão com os dias contados na administração de Vitorino Freire. A prefeitura fechou contrato de R$ 310.000,00 para que a empresa R Macedo Soares-ME faça dedetização dos prédios municipais, embora alguns bípedes e outros ratos sejam imunes ao veneno.

Buraco negro – Ao contratar com dispensa de licitação a empresa J. Kilder Construções e Serviços para fazer tapa-buracos em Imperatriz por R$ 6.258.920,73, o prefeito Assis Ramos pode estar cavando o próprio buraco. Aliás, o único que deve ter restado, já que a empresa tinha até 2 de junho para concluir o seu serviço.

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *