Blog do Garrone

Deu no D.O.

Só Deus salva I – A prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras resolveu ser acionista da Petrobras e assinou dois contratos para aquisição de combustível somados em R$ 3.162.600,00. O primeiro, divididos em dois lotes (R$ 277.800,00 e R$ 760.800,00) no valor de R$. 1.038.600,00 com a Moacir Ribeiro Costa, para atender a secretaria de Educação; e o segundo de R$ 2.124.800,00 com a V L Silva Oliveira & Cia Ltda, foi para abastecer as secretarias de Saúde e de Assistência Social, e o próprio tanque.  

Só Deus salva II – Como não tem nome de santo, a prefeitura de Barra do Corda gastou um pouco menos em combustível e meteu bronca em R$ 2.224.150,00, divididos em três contratos. Um de R$ 1.134.330,00 com a L.W. de Alencar Mendes Ltda, e dois (R$ 943.850,00 e R$ 145.970,00) no total de R$ 1.089.820,00 com a Viana & Vieira Ltda – ME. 

Só Deus salva III – Embora o município seja de Porto Franco, coube a prefeitura garantir o caminho para o paraíso por via terrestre sem o risco de pregar por falta de combustível. Foram oito contratos no total de R$ 3.128.150,00 divididos igualmente entre duas empresas para abastecer as secretarias de administração, assistência social, saúde e educação.

Só Deus Salva IV – A Oliveira Combustível Ltda-ME faturou R$ 1.300.000,00 em quatro contratos, e a Itamar Macedo –ME arrematou R$ 1.828.150,00 pela outra metade. Ambas vão fornecer combustível para as mesmas secretarias, embora em quantidades – assim se espera – e preços diferentes. Enquanto, por exemplo, a Oliveira bota pra rodar os veículos da Administração por R$ 720.000,00, a Itamar vai carburar R$ 1.182.600,00.

Doméstico – O prefeito Lourinaldo Batista da Silva resolveu arrochar o Buriti e terceirizou o apoio administrativo e os serviços gerais nas dependências da prefeitura contratando a Gerenciar Limpeza de Apoio Administrativo Ltda por R$ 3.155.743,20.

Papel-moeda – A papelada em Pedro do Rosário revela na melhor das hipóteses o apego à tradição da administração municipal. A prefeitura assinou seis contratos com a Gráfica Pinheirense para imprimir material gráfico para as secretarias de Educação (R$ 470.810,00), Saude (R$ 355.538,00), Administração (R$ 92.662,00), e Assistência Social (R$ 66.627,00), além dos programas Saúde na Escola (R$ 109.601,00) e Brasil Alfabetizado (R$ 20.467,00), ao custo final de R$ 1.115.705,00.

Pá de cal – De maneira genérica, a prefeitura de Santa Helena assinou dois contratos no total de R$ 1.403.732,15 para prestar serviços – os extratos publicados no Diário Oficial não especificam quais –  de reforma de prédios públicos (R$ 550.503,25) e recuperação de meios-fios, sarjetas e estradas vicinais (R$ 853.228,90).

Alma do negócio – A mesma empresa Ricardo F. dos Santos que foi contratada por R$ 218.200,00 para promover e animar o carnaval 2017 de Brejo, ainda arrastou outros quatro contratos no valor idêntico de R$ 55.000,00, cada, para divulgar as ações das secretarias de Transparência, Educação, Saúde e Assistência Social. Com R$ 438.200,00 no bolso, a alegria foi total.

Adubo – As verdinhas estão conservadas em Itinga com a contratação por R$ 1.881.461,40 da empresa de engenharia Eco Planet Empreendimentos Eireli-ME para a execução de serviços integrantes do Sistema de Limpeza Pública e da Implantação e manutenção de áreas verdes no perímetro urbano do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *