Blog do Garrone

Deu no D.O.

DEUNODOBolo 1 – A Prefeitura de Codó precisou de um bolo de vinte e seis fatias, isso mesmo, vinte e seis contratos, distribuídos entre seis empresas diferentes, para aquisição de equipamento/material permanente, mobiliário e de consumo destinado às diversas secretarias do município. E essa montanha de contratos, todos assinados em 4 de março, saiu por um total de R$ 3.955.387,25.

Bolo 2 – Dos 26 contratos da Prefeitura de Codó, a empresa Tatiana da C. Ferreira ficou com três, que somam R$ 69.552,00; a J. R. D. Brandão Eireli levou cinco, totalizando R$ 320.839,50; a R H L Barbosa Eireli – ME ficou com quatro no valor total de R$ 382.691,25; a J. S. Moita – ME com mais quatro (R$ 120.325,00); e a B.B. SAADS – ME assinou cinco (R$ 493.558,50).

Bolo 3 – A cereja do bolo foi para a empresa Microdados Distribuidora de Produtos de Informática Ltda- EPP, que sozinha levou mais que todas as outras empresas juntas e abocanhou R$ 2.568.421,00 em cinco contratos. O bolão de Codó vale até o dia 30 de dezembro.

Senta e roda – Em Bom Jardim a Prefeitura fechou cinco contratos com a mesma empresa, a J W Comércio e Serviços EIRELI – EPP (Piaza & Cia), para reforma de carteiras escolares e aquisição de pneus no valor total de R$ 3.016.199,00. O contrato para compra de carteiras escolares saiu por R$ 612.000,00 enquanto a compra de pneus precisou de quatro contratos que juntos somam R$ 2.404.199,04. Tudo firmado em 23 de março e valendo até 31 de dezembro.

Bola rolando – Saiu por R$ 1.456.643,33 o contrato para construção de um estádio, firmado entre a Prefeitura de Centro do Guilherme e a empresa Atos Engenharia Ltda. em 5 de abril pelo prazo de 180 dias a contar da assinatura. Se tudo correr conforme previsto, a bola vai rolar a partir de outubro deste ano.

Pela estrada afora – Centro do Guilherme também tem obra de recuperação de estrada vicinal. A JB Construções Ltda. levou o contrato, no valor de R$ 498.060,40 e tem 180 dias para concluir a obra, a contar de 5 de abril, quando o contrato foi assinado.

Casa nova – A Prefeitura de São José dos Basílios selou dois contratos com a mesma empresa, a Francisca Neta do Nascimento Teramo – ME (Livraria e Papelaria Americana) com objetos diferentes, pelo valor global de R$ 1.072.417,80. Um foi destinado à compra de materiais de expediente, escolares e didáticos e o outro, para aquisição de materiais permanentes diversos (mesas, armários, birôs, cadeiras, condicionadores de ar e outros) e equipamentos eletroeletrônicos diversos (geladeira, freezer e outros). A papelada foi assinada em 1º de março e vale até 31 de dezembro.

Em obras – Em Primeira Cruz a Prefeitura tem contrato com a empresa J. Jilder Construções e Serviços Ltda. para reforma e manutenção de obras de infra-estrutura urbana por R$ 1.058.962,30. O documento foi assinado em 1º de março e tem prazo de vigência de 11 meses, a contar da data da assinatura.

Maior limpeza – Para fornecimento de material de higiene e limpeza a Prefeitura de Pedro do Rosário fechou contrato de R$ 962.100,00 com a empresa R de Jesus – ME. O negócio está valendo desde 8 de março e segue até 31 de dezembro.

Limpinha – A Prefeitura de Codó também tem contrato para compra de material de limpeza e quem levou foi a Cícero Rodrigues da Silva Comércio- EPP, que vai receber R$ 564.800,00 ao todo. Tudo acertado em 26 de fevereiro e válido até 31 de dezembro.

Até a tampa – A Prefeitura de Peritoró precisou de cinco contratos com a mesma empresa, a M. Fernandes Comércio Ltda., para aquisição de combustíveis e lubrificantes. Tudo saiu por R$ 741.113,00 e os papéis foram assinados em 22 de fevereiro, valendo até 30 de junho.

Merenda – Peritoró tem mais um pacotão de cinco contratos no valor total de R$ 334.500,00, dessa vez com a empresa N. M. da Silva Matos, que vai fornecer refeições e lanches. Os documentos foram assinados em 18 de fevereiro e a merenda segue garantida até 30 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *