Blog do Garrone

Deputado do PT vai ao MPF após fala de Segovia sobre inquérito de Temer

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou neste sábado (10.fev.2018) que entrará com representação no Ministério Público Federal e na Comissão de Ética da Presidência da República contra o diretor da Polícia Federal, Fernando Segovia.

“Essa investigação está sob sigilo. Como pode antecipar algo que a investigação ainda não terminou?”, disse o deputado ao Poder360. Ele fala que entregará as representações na próxima 5ª (15.fev) e que também usará o argumento de tentativa de interferência na investigação.

Teixeira também diz que apresentará 1 requerimento de convocação para que Segovia preste esclarecimentos à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

O motivo das representações é uma fala de Segovia durante entrevista na 6ª feira (9.fev.2018). Ele afirmou que a tendência era a PF pedir o arquivamento do inquérito contra Michel Temer no caso do Decreto do Porto de Santos. Segovia nega que tenha falado que o inquérito será arquivado.

SENADOR TAMBÉM IRÁ AO MPF

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também protocolará representações no Ministério Público Federal e na Comissão de Ética da Presidência da República contra Segovia. O congressista alegará “comportamento inadequado às atribuições de seu quadro”.

INTIMAÇÃO E CRÍTICAS

A declaração de Fernando Segovia fez com que fosse intimado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso. O episódio também causou várias críticas de políticos de partidos que fazem oposição ao governo de Temer.

Para o deputado Rubens Pereira Jr. (PC do B-MA), Segovia age como “advogado de defesa” de Temer. Ele afirma que já pediu ao partido 1 levantamento para estudar eventuais medidas legais contra o diretor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *