Blog do Garrone

Com 8 meses de funcionamento, Hospital Macro Regional da Baixada vira referência em Gestão

Leonardo Sá, o governador Flávio Dino, e o vice-presidente da Assembleia, Othelino Neto

Leonardo Sá, o governador Flávio Dino, e o vice-presidente da Assembleia, Othelino Neto

Do blog do professor Sandro Lima

Após oito meses de pleno funcionamento do Hospital Macro Regional da Baixada Dr. Jackson Lago, o governador do estado Flávio Dino, elogia o diretor geral Leonardo Sá, diz que estar satisfeito, e o parabeniza pela gestão quase perfeita desenvolvida pelo médico.

O regional que funciona em Pinheiro, mas que atende toda a região da baixada, litoral maranhense e uma boa parte da região de Zé Doca, é um hospital com uma complexidade estrutural e pessoal gigantesca que requer muita determinação e coragem, aliados a capacidade profissional e de gerenciamento capaz de resolver centenas de problemas diariamente, além de atender bem milhares de pacientes de toda a região que diuturnamente procuram a casa de saúde e saem com seus problemas resolvidos. Leonardo Sá tem administrado com maestria toda essa estrutura e mais, equacionou todos os problemas enfrentados.

“Para manter uma estrutura em pleno funcionamento como o Hospital Macrorregional Dr. Jackson Lago, que há oito meses vem revolucionando a Saúde em Pinheiro e região, é preciso mais que força de vontade, é preciso que se tenha também capacidade de administração, isso eu posso afirmar que encontrei em Leonardo Sá”. Enfatizou Flávio Dino.

Leonardo Sá, médico radicado em Pinheiro há mais de dez anos, conhece os problemas como ninguém dos pinheirenses, revoluciona porque trás a experiência da forma humanizada no trato do dia a dia com seus pacientes, e essa maneira de lhe dar com as pessoas, ele implantou no Macro Regional da Baixada. E hoje, dificilmente alguém que recebe o atendimento no hospital reclama que foi mal atendido, ao contrário, saem felizes, devido a educação com que foram recebidos.

Dona Maria das Dores Veloso (Dona Dorinha) como é carinhosamente chamada essa moradora do povoado Nova Ponta Branca no municipio de Pinheiro, ao se referir do tratamento recebido no hospital Dr. Jackson Lago, já com os olhos marejados disse: “Vivo adoentada, mas sempre que procuro este hospital, encontro carinho, aconchego, e sou tratada com muita educação pelos médicos. Nunca consultei num hospital particular, mais pelo que escuto falar, aqui é muito parecido a forma de tratamento, não tem gente nos corredores, as enfermarias e as clinicas não são lotadas de pacientes, só Dr. Leonardo Sá mesmo, ôh médico bom!” afirmou.

Os números alcançados em apenas oito de funcionamento impressionam a todos que se deparam com eles, com isso trazemo-los para que o leitor veja como é a capacidade de atendimento da “menina dos olhos” do governador Flávio Dino e do seu pré candidato a prefeito de Pinheiro Dr. Leonardo Sá o gestor do hospital Dr. Jackson Lago:

O Hospital Dr. Jackson Lago possui:

122 leitos de internação, sendo:

26 de clínica médica

26 de clínica pediátrica

26 de clínica ortopédica

26 de clínica cirúrgica

12 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e

6 de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).

O Hospital Dr. Jackson Lago possui em especialidades hoje:

Especialidades: Cirurgia geral, clínica médica, oftalmologia, gastroenterologia, pediatria, neurocirurgia, cardiologia, ginecologia e ortopedia e traumatologia.

Atendimentos executados em oito meses de funcionamento do Hospital Dr. Jackson Lago:

1.015 cirurgias: distribuídas entre neurocirúrgicas, oftalmológicas, ortopédicas, pediátricas e gerais.

8.362 consultas médicas:em cardiologia, cirurgia geral, clínica médica, gastroenterologia, neurologia, oftalmologia, pediatria, ortopedia e traumatologia.

34.263 atendimentos: da equipe multidisciplinar em psicologia, nutrição, fonoaudiologia, fisioterapia, serviços social,

10.257 procedimentos: de apoio e diagnóstico em radiologia, ultrassonografia, tomografia, endoscopia, eletrocardiografia, exames cito-patológicos e diagnósticos em oftalmologia.

61.513 exames Clínicos laboratoriais

639 procedimentos são realizados por dia

Cerca de 400 profissionais

Exames Laboratoriais:

Diagnóstico por Radiologia, Diagnóstico por Ultrassonografia, Diagnóstico por Tomografia, Diagnóstico por Endoscopia, Diagnóstico em Laboratório Clínico, Eletrocardiografia, Eletroencefalografia, HOLTER, MAPA, Exames Citopatológicos, Ecocardiografia, Diagnóstico em Oftalmologia, Mamografia e Teste Ergométrico.

Um comentário sobre “Com 8 meses de funcionamento, Hospital Macro Regional da Baixada vira referência em Gestão

  1. Gustavo

    É piada ou coisa séria ? Se for piada tudo bem, se for coisa séria, vou lhe contar a visão de quem é de pinheiro:
    O hospital mais parece um comitê político, só atende quem prometer voto pro diretor, o relatório parece mais de uma Upa, só exames laboratoriais, consultas etc.. As cirurgias 60% foi do mutirão de catarata, pouquíssimas são feitas especialmente, pra que se prometeu: ALTA COMPLEXiDADE, dezenas de pessoas já morreram de traumatismo craniano, foram 58 óbito nos 78 dias de funcionamento ano passado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *