Blog do Garrone

Cafeteira repudia postura de oposicionistas que se descontrolaram durante reunião na Comissão de Saúde

Rogério Cafeteira reage as agressões de Roberto Rocha

Na manhã desta quarta-feira (23), o deputado Rogério Cafeteira (PSB), líder do Governo na Assembleia, participou de uma reunião da Comissão de Saúde cujo propósito foi o da apresentação do Relatório de Execução Orçamentária da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Na ocasião, o secretário de Saúde, Carlos Lula, apresentou pessoalmente o balanço da SES. O líder governista ressaltou a postura do secretário de Saúde que, apesar de não ser obrigado por Lei, fez questão de pessoalmente estar na Assembleia para expor o relatório.

“O secretário também se dispôs a debater todas as ações da Secretaria de Saúde. Essa é uma demonstração de que ele preza pela transparência e legalidade das suas ações. Ficamos satisfeitos com os resultados que demonstraram muitos avanços na Saúde”, ressaltou Cafeteira.

Durante a reunião, Rogério Cafeteira levantou o questionamento sobre a situação da ação judicial movida pelo Fundo Estadual de Pensão e Previdência dos Servidores (FEPA) contra o estado, por, na gestão anterior, o Hospital Carlos Macieira ter sido tomado dos servidores públicos estaduais pela SES. O secretário Carlos Lula confirmou a ação judicial e informou que o estado deve cerca de R$ 100 milhões ao FEPA e que a construção do anexo do Hospital Carlos Macieira que abrigará o Hospital do Servidor amortizará essa dívida em R$ 50 milhões.

Cafeteira lamentou, no entanto, a postura de alguns parlamentares oposicionistas que não acompanharam a exposição do relatório e tentaram partidarizar a reunião. “É lamentável que alguns colegas tenham essa postura, tentando desviar o foco e partidarizar a exposição do relatório”, declarou.

Rogério usou como exemplo os deputados Edilázio Júnior (PV) e Andrea Murad (PMSB) e repudiou as atitudes dos colegas. “A deputada Andrea, que sempre discursa na tribuna sobre questões da Saúde do Maranhão, sequer viu a exposição do relatório ou o leu. Chegou atrasada e se concentrou em fazer questionamentos políticos elaborados por sua assessoria e ao final, de forma muito irresponsável, ainda tentou desqualificar o secretário Lula, numa clara demonstração de descontrole emocional por não ter tido argumentos suficientes para sustentar os seus factoides”, disse.

O deputado Rogério Cafeteira contestou o embasamento dos questionamentos da deputada Andrea Murad, já que em diversas respostas dadas pelo secretário Carlos Lula ficou claro para o líder governista que a deputada não tinha conhecimento sobre as perguntas que estava fazendo, a exemplo do Hospital do Servidor, a qual ela atribuiu ser de responsabilidade da secretaria de Saúde, quando, na realidade, é vinculado à Secretaria de Gestão e Previdência. São perguntas que nem têm resposta exclusivamente por não terem qualquer tipo de embasamento”, pontuou.

O líder do Governo também lamentou a atitude do deputado Edilázio Júnior que, segundo Cafeteira, num ato de descontrole por não ter conseguido politizar a situação, acabou agredindo verbalmente e desrespeitando os funcionários da Secretaria de Saúde que estavam na reunião. “O deputado Edilázio seguiu a mesma linha da deputada Andrea e foi desrespeitoso com os funcionários da Saúde, funcionários estes que fizeram parte de todo o processo que foi exposto pelo secretário”, afirmou Cafeteira.⁠⁠⁠⁠

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *