Blog do Garrone

Blogs ligados a Sarney voltam atrás e restituem verdade


Jonh Cutrim – Para evitar processos judiciais, veículos de comunicação ligados a oligarquia Sarney atenderam solicitação formal feita pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), e publicaram direito de resposta do governador Flávio Dino (PCdoB), esclarecendo definitivamente detalhes em torno do arquivamento da denúncia contra Dino no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Com a intenção de macular a imagem do governador junto à opinião pública, jornais e blogs comandados pelo grupo Sarney noticiaram justamente o contrário: que a denúncia contra Dino havia sido “enviada” ao STJ, e não “arquivada” no tribunal, como de fato ocorreu.

“O STJ, contrariamente ao que foi disponibilizado por parte dos veículos de comunicação locais, determinou o arquivamento da investigação proposta em face do governador do Estado, Flávio Dino”, diz o direito de resposta.O direito de resposta destaca ainda que o arquivamento da investigação foi motivado pela própria Procuradoria Geral da República (PGR), que levou em consideração a falta de provas nas denúncias contra Dino.

“Os elementos fáticos e probatórios apresentados são insuficientes para concluir pela existência de delitos praticados pelo governador do Estado”, esclarece o texto.

Notícia falsa

A solicitação enviada pelo procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, para que blogs e jornais maranhenses corrigissem distorções a cerca do tema, ressaltou o “comportamento leviano” dos veículos de comunicação do clã Sarney ao produzirem “notícia falsa” envolvendo o chefe do Poder Executivo estadual.

O pedido do procurador-geral do Estado também enfatizou que esses veículos agiram com “má fé” em tais publicações contra Dino, quebrando inclusive com o compromisso ético do jornalismo com a verdade.

“É evidente que todas as publicações são eivadas de má fé, na medida em que imputam indevidamente fato a agente público sem qualquer prova”, revela a nota.
Por fim, o pedido advertiu ainda que a produção desse tipo de factoide contra o governador poderia inclusive gerar responsabilização judicial aos jornalistas e blogueiros que disseminaram a farsa.

“A imprensa maranhense, em tais publicações, não agiu com responsabilidade e quebrou o seu compromisso com a verdade, o que é passível, inclusive, de responsabilização na esfera judicial”, destaca o texto.

”A verdade venceu”

Logo após a decisão do ministro Félix Fischer, do STJ, que no último dia 30 de agosto determinou pelo o arquivamento da investigação contra o governador do Maranhão por suposto recebimento de doação via caixa dois em campanhas eleitorais, Dino se manifestou sobre o assunto via Twitter: “A verdade venceu”.⁠⁠⁠⁠

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *