Blog do Garrone

Ao justificar que não é eleitoreiro por já possuir um mandato, Wellington é mais eleitoreiro ainda

Wellington acaba tropeçando ao tentar justificar que não é eleitoreiro por já possuir um mandato de deputado estadual

Wellington acaba tropeçando ao tentar justificar que não é eleitoreiro por já possuir um mandato de deputado estadual

O deputado Wellington do Curso lançou nota para rebater o Grupo Ilha Azul, que condenou o uso eleitoreiro do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, onde lista uma série de ações que promoveu para discutir o problema, inclusive com a apresentação de uma emenda à Constituição Estadual que reduz a carga horária dos servidores públicos que possuem filhos com deficiências físicas, sensoriais ou mentais e “espectro” autistas.

Até aí tudo bem, ele cumpre o seu papel.

Agora, querer negar o uso eleitoreiro sob a justificativa de já possuir um mandato de deputado, parece brincadeira e só reafirma que não só nos atos, mas também nas palavras, sua preocupação eleitoral em construir uma imagem com vistas as eleições de outubro próximo, onde pretende disputar a prefeitura de São Luís.

Poderia se limitar às explicações do uso das imagens do evento em seu jornal de um ano de mandato para ilustrar sua prestação de contas, com a destacada atuação em defesa dos autistas e das minorias (de algumas é melhor que se diga), muito mais pela sua boa vontade do que de um entendimento esclarecedor da realidade dos marginalizados por uma sociedade excludente.

Mas essa de dizer que suas ações não são movidas por interesses eleitorais é revelador, pois um político não poderia ter vergonha de agir para conquistar o voto do eleitor, desde que o faça verdadeiramente comprometido com as causas que se envolve.

Leia a nota

O professor e deputado  estadual Wellington do Curso vem a público, em respeito à sociedade, e, particularmente, ao Grupo Ilha Azul, esclarecer que:

1 – A atuação em defesa dos autistas, na Assembleia Legislativa, começou desde o ano de 2015, quando Wellington passou a ter contato com mães pertencentes ao grupo Ilha Azul; à Associação dos Amigos do Autista (AMA), além de outras mães e familiares de pessoas com autismo. Veja aqui:

✅ 04 de março de 2015:  Reunião com membros da Associação de Amigos do Autista do Maranhão –  AMA que contou com a presença de mães e familiares de autistas. Foi um momento inicial, em que Wellington teve acesso aos principais anseios dos familiares de autistas e, desde então, enfatizou a sua ação em defesa dos direitos das minorias.

✅ 11 de março de 2015: Wellington enfatizou ainda a discussão no Ministério Público, com os promotores Ronald Pereira e Márcio Thadeu – ambos especializados em Deficiência Física da Criança e do Adolescente – para discutir os direitos das pessoas autistas.

✅ 12 de março de 2015: Wellington participou de reunião,  no Parque do Bom Menino, com os grupos de assistência a autistas: “Família Azul”, Amigos do Autista do Maranhão (AMA), Ilha Azul, além de familiares e crianças com o  Transtorno Espectro Autista (TEA).

✅ 19 de março de 2015: Deputado Wellington solicita audiência pública para discutir direitos dos autistas

✅ 02 de abril de 2015: Wellington participa da II Caminhada em defesa do autismo na litorânea

✅ 23 de abril de 2015: realização de audiência pública na Assembleia Legislativa, tendo vários encaminhamentos, dentre eles a solicitação da criação do Centro de Referência para Autistas

✅ 18 de junho de 2015: Uma das propostas de Wellington foi a Emenda à Constituição Estadual (PEC) que reduz a carga horária dos servidores públicos que possuem filhos com deficiências físicas, sensoriais ou mentais e espectro autistas.

✅ 04 de abril de 2016: Atendendo ao convite de mães e familiares de autistas, Wellington participou de mais um ato em Defesa dos direitos dos Autistas, em uma panfletagem que ocorreu na Praça Deodoro.

2Salienta-se que a imagem utilizada no jornal de 1º ano de mandato  (Jornal Informativo do Mandato do Deputado Wellington do Curso) justifica-se, exatamente, por essa ser uma das plataformas de defesa e atuação do parlamentar, lembrando que as primeiras reuniões preparatórias foram realizadas, inclusive, nas dependências do Curso Wellington/Renascença. Diante de tantas ações, natural que se utilize a imagem para sintetizar o 1º ano de atuação parlamentar, além de ser uma demonstração de carinho, respeito e apoio aos autistas.

▶Por todo o exposto, esclarece-se que não há fim eleitoreiro como afirmado em nota, uma vez que já se possui o mandato de deputado estadual e o jornal foi utilizado para divulgar as ações do 1º ano desse mandato (Jornal Informativo do Mandato do Deputado Wellington do Curso). Ainda assim, pedimos desculpas, caso a imagem tenha ocasionado algum constrangimento. Destacamos, mais uma vez, que a intenção era apenas uma prestação de contas, evidenciando uma de nossas bandeiras em defesa dos autistas e das minorias, almejando à inclusão e à igualdade social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *