Blog do Garrone

A Grande Família: Cunhado de Roseana é nomeado em ministério de Zequinha

Samir Murad, irmão de Jorge e cunhado de Zequinha, nomeado em Ministério

Samir Murad, irmão de Jorge e cunhado de Zequinha, nomeado em Ministério

VEJA – O governo do presidente interino Michel Temer acomodou hoje o advogado Samir Jorge Murad em um cargo de direção no Serviço Florestal Brasileiro (SFB). Irmão de Jorge Murad, que vem a ser marido da ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), Samir foi nomeado em um despacho do ministro Eliseu Padilha no Diário Oficial da União para ser um dos quatro diretores do Conselho Diretor da autarquia responsável por gerenciar as florestas públicas do país.

O Serviço Florestal Brasileiro é naturalmente vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, ocupado pelo irmão de Roseana, Sarney Filho (PV). Samir Murad ganhará cerca de 28.000 reais por mês.

(João Pedroso de Campos, de São Paulo)

2 comentários sobre “A Grande Família: Cunhado de Roseana é nomeado em ministério de Zequinha

  1. MACABEU

    Samir Jorge Murad, irmão de Jorge Murad, o marido de Roseane Sarney, foi nomeado para um cargo ligado ao Ministério de Meio Ambiente, que tem como ministro José Sarney Filho: uma ação em família. Foto reprodução.

    Samir Jorge Murad, irmão de Jorge Murad, o marido de Roseana Sarney, foi nomeado para um cargo ligado ao Ministério de Meio Ambiente, que tem como ministro José Sarney Filho: uma ação em família. Foto reprodução.

    Nomeado pelo ministro chefe da Casa Civil interino, Eliseu Padilha, o cunhado de Roseana Sarney, o advogado ambientalista Samir Jorge Murad, irmão de Ricardo Jorge Murad,, o marido da ex-governadora do Maranhão, vai trabalhar agora no Ministério do Meio Ambiente, que na partilha do governo interino, coube ao deputado José Sarney Filho (PV-MA).

    Ou seja, sem querer discutir o mérito do indicado, não deixa de ser uma “ação em família”. Família, por sinal, golpista. O chefe do clã maranhense é José Sarney que milita politicamente desde a década de 50, quando integrava a UDN. Apoiou o golpe militar, depois pulou do bonde da Arena quando viu que a redemocratização do país era inevitável. Virou vice-presidente na chapa do peemedebista Tancredo Neves na eleição indireta de janeiro de 1985 e acabou assumindo a presidência da República definitivamente com a morte de Tancredo em abril daquele ano…. Leia o blog de Marcelo Auler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *