Logo
  • Notícias

    Fidel Castro morre aos 90 anos

    fidel-castroHAVANA — Ex-presidente de Cuba e líder da revolução comunista, Fidel Castro morreu aos 90 anos, anunciou seu irmão, Raúl Castro, na TV estatal cubana nesta madrugada, sem fornecer mais detalhes. O ex-líder governou a ilha caribenha por quase meio século antes de entregar os poderes a Raúl, em 2008. Veja o anúncio abaixo:

    Ele morreu às 22h29 e o corpo do ex-presidente de Cuba será cremado, “atendendo a seus pedidos”, informou Raúl, na TV estatal. Informações sobre o funeral serão divulgadas em breve. Fidel foi visto publicamente pela última vez foi em 15 de novembro, quando recebeu o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang.

    Em abril, Fidel deu um discurso raro no último dia do congresso do Partido Comunista. Na ocasião, ele reconheceu a idade avançada, mas disse que os conceitos comunistas cubanos ainda eram válidos e o povo cubano “será vitorioso”.

    Enquanto seus partidários o elogiaram como um homem que havia devolvido Cuba ao povo, seus oponentes o acusaram de suprimir brutalmente a oposição.

    Em agosto, a festa de aniversário de 90 anos de Fidel Castro reuniu mais de 100 mil pessoas na capital cubana. Aposentado há 10 anos, o ex-líder era praticamente inacessível. Só recebia visitas esporádicas de personalidades em sua casa em Havana.

    A morte de Fidel Castro encerra 60 anos de história, marcada pelo seu desembarque em Cuba com um grupo de rebeldes do México, em 1956, para conduzir os guerrilheiros que derrubaram o ex-ditador Fulgencio Batista, em 1959.

    Desde que se viu foi forçado a deixar o poder, em 2006, a principal atividade pública de Fidel Castro foi a publicação de artigos na imprensa cubana. Em março, dias depois da visita histórica de Barack Obama na ilha, ele publicou uma coluna na qual mostrou sua resistência ante a aproximação com os Estados Unidos.

    Brasil 247: Veja detona tucanos e o núcleo duro de Temer

    veja-capa-1Brasil 247 – Revista Veja que chega às bancas neste final de semana parte para cima do presidente Michel Temer e do núcleo duro. A capa intitulada “Era Uma Vez Três Ministros” repercute a demissão de Geddel Vieira Lima e diz que a delação da Odebrecht pode derrubar os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco. Mas a Veja não para por aí. No alto da capa, duas chamadas envolvem tucanos – uma sobre José Serra e outra sobre Geraldo Alckmin, intituladas “Chegou Neles”.

    “Como a Odebrecht operava a propina de Serra na Suiça”, em referência ao chanceler José Serra” e “O santo nas planilhas da empreiteira é ele mesmo: Alckmin”, sobre o governador de São Paulo.

    No site da publicação, o texto abaixo dá sinais do que trata a matéria principal:

    “A queda do ministro Geddel Vieira Lima foi a quinta de um titular da Esplanada de Michel Temer em seis meses de mandato — uma média de uma a cada quarenta dias. Mas a demissão de Geddel, que usou todo o peso de seu cargo para tentar liberar a construção de um prédio no qual tinha comprado um apartamento, está longe de representar o fim dos problemas do governo. A delação da Odebrecht e denúncias de tráfico de influência prometem novas turbulências para o governo Temer, como mostra a reportagem de capa de VEJA desta semana”.

    Edivaldo visita a Assembleia e reforça a importância do apoio dos deputados para São Luís

    O prefeito Edivaldo Holanda visitou a Assembleia Legislativa para reforçar a importância das parcerias para o desenvolvimento de São Luís

    Edivaldo Holanda visitou a Assembleia Legislativa para reforçar a importância das parcerias para o desenvolvimento de São Luís

    O prefeito Edivaldo fez uma visita de cortesia nesta sexta-feira à Assembleia Legislativa, onde foi recebido pelo presidente em exercício, Othelino Neto e vários deputados estaduais. O objetivo é estabelecer um bom relacionamento institucional entre o poder Executivo Municipal e o Legislativo Estadual, para reforçar o apoio aos projetos e ações do governo Flávio Dino em parceria com a prefeitura de São Luís, que serão implementados nos próximos anos. Edivaldo apresentou as perspectivas para a cidade e destacou a importância da parceria institucional em favor da cidade e da população.

    “Sabemos o quão importante é para a nossa cidade manter o diálogo aberto com todos poderes constituídos, consolidando o bom relacionamento institucional para que a Prefeitura possa ter parceiros importantes. Desse modo, conseguimos trabalhar para concretizar os compromissos assumidos com a população e efetivar os importantes projetos que nos propomos a executar. Nesse momento de crise política e financeira que o país vive, torna-se cada vez mais premente a junção de esforços, as parcerias e a união de todos em prol do bem comum”, afirmou o prefeito..

    Acompanhado do vice-prefeito eleito, Júlio Pinheiro (PC do B), e do deputado federal Weverton Rocha (PDT), Edivaldo aproveitou para conversar com os deputados sobre a relevância das emendas parlamentares para a execução de obras e serviços que venham contribuir com o desenvolvimento social e econômico da capital maranhense.

    “As emendas parlamentares são instrumentos muito importantes. Por meio delas, os deputados podem destinar às prefeituras recursos significativos para a realização de obras e serviços necessários à nossa cidade”, ressaltou Edivaldo.

    O presidente em exercício da Assembleia recebeu o prefeito Edivaldo e o futuro vice-prefeito, Júlio Pinheiro

    O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, recebeu o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o futuro vice-prefeito, Júlio Pinheiro, na manhã desta sexta

    DIÁLOGO

    O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, disse que se sentia honrado em receber a visita do prefeito Edivaldo, para juntos dialogarem temas importantes de interesse de São Luís. 

    “É importante manter essa sinergia política entre o prefeito e os deputados. E os maiores beneficiários dessa aproximação, com certeza, são a população e a cidade. São Luís é uma capital de mais de um milhão de habitantes, que avançou bastante em muitos aspectos. Entretanto, ainda há muitos desafios a enfrentar e vencer. Considero importante essa articulação do prefeito com o Poder Legislativo, na busca do diálogo e parcerias para a cidade”, destacou Othelino Neto.

    O deputado federal Weverton Rocha, enalteceu a iniciativa do chefe do Executivo Municipal de aproximar-se do Poder Legislativo. “Edivaldo acerta mais uma vez ao fazer essa aproximação com os poderes constituídos. O prefeito já esteve na Câmara Municipal, em vista aos vereadores reeleitos e agora com os deputados, para ampliar o relacionamento institucional. Ao tomar essa iniciativa, Edivaldo busca ampliar o apoio necessário do Legislativo maranhense, para que, juntos, consigamos enfrentar os problemas da cidade, e dá demonstração de que quer governar com todos e para todos”.

    Participaram também do encontro os deputados Edivaldo Holanda (PTC) ; Fábio Macedo (PDT); Glalbert Cutrim (PDT); Rogério Cafeteira (PSB); Júnior Verde (PRB); Rafael Leitoa (PDT), Bia do Pindaré (PSB) e Stênio Rezende (DEM).

    Justiça afasta prefeito de Godofredo Viana por atraso dos salários dos servidores

    Também foi determinado o bloqueio das contas do município para quitação do débito

    O prefeito Marcelo Jorge Torres foi afastado do cargo nesta sexta-feira

          O prefeito Marcelo Jorge Torres foi afastado do cargo nesta sexta-feira

    A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça decidiu, nesta quarta-feira, 23, afastar do cargo o prefeito de Godofredo Viana, Marcelo Jorge Torres, em decorrência do atraso no pagamento dos salários dos servidores públicos municipais.

    A decisão também prevê o bloqueio do valor de R$ 739.152,40 das contas do município para o pagamento dos vencimentos de funcionários efetivos e contratados, referentes ao mês de outubro. Para efetivar a medida, deve ser feita uma operação bancária de transferência da conta do município de Godofredo Viana na agência do Banco do Brasil em Carutapera para a conta do município na agência do Bradesco de Cândido Mendes.

    A Justiça já havia bloqueado, no dia 1º de novembro, as contas do município de Godofredo Viana, para que fossem quitados os pagamentos atrasados do funcionalismo, referentes a setembro, o que já foi quase integralmente cumprido, sendo os salários creditados pelo Banco Bradesco na conta dos servidores.

    A medida judicial acolheu um pedido do promotor de justiça Márcio Antônio Alves de Oliveira, da comarca de Cândido Mendes, da qual Godofredo Viana é termo judiciário, em uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa, ajuizada no dia 26 de outubro.

    Nessa decisão do juiz Rômulo Lago e Cruz, os valores bloqueados foram da ordem de R$ 1.057.667,73 e contemplaram, além dos efetivos, servidores contratados e até ex-servidores que tinham salários a receber junto ao município.

    Assim como Al Capone, Roseana escapa por falta de provas, mas pode cair por crime fiscal

    Paulo Roberto Costa, Lobão e Roseana: relações perigosas

    Paulo Roberto Costa, Lobão e Roseana: relações perigosas e amizade à toda prova

    Roseana não foi inocentada, ela se livrou da acusação de ter recebido R$ 2 milhões em propina feita em delação premiada pelo diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, à Operação Lava-Jato.

    Rodrigo Janot: "Nesta fase procedimental, não se está a fazer qualquer juízo insuperável acerca do cometimento ou não de delitos criminais. O que se impõe assentar é que, diante do que há de concreto nos autos até o presente momento, não haveria sustentação para a continuidade da investigação"

    Rodrigo Janot: “Nesta fase procedimental, não se está a fazer qualquer juízo insuperável acerca do cometimento ou não de delitos criminais. O que se impõe assentar é que, diante do que há de concreto nos autos até o presente momento, não haveria sustentação para a continuidade da investigação”

    O próprio procurador-geral da República, Rodrigo Janot, fez questão de ressaltar no pedido de arquivamento do inquérito contra a ex-governadora enviado ao STF, que a sua decisão não significa “qualquer juízo insuperável acerca do acometimento ou não de delitos criminais”.

    Segundo Janot não foram encontradas provas que corroborassem a delação de Costa, e que “diante do que há de concreto nos autos até o presente momento, não haveria sustentação para a continuidade das investigações”.

    O inquérito foi aberto em março de 2015 e apurava a delação do ex-diretor da Petrobras, de que Roseana Sarney teria recebido esse dinheiro, através de um pedido do ex-ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, para financiar a sua campanha ao governo do Maranhão em 2010.

    Ambos respondiam por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

    Embora as investigações da PGR não tenham encontrado provas, e apenas a delação de Paulo Roberto Costa, conforme Janot, “não se mostra suficiente para comprovar a prática de delitos criminais por parte das pessoas referenciadas pelo colaborador”, não se pode afirmar que a denúncia seja mentirosa.

    Qual a necessidade do ex-diretor da petrolífera caluniar Roseana, diante da sua insignificância na política nacional ?

    Se fosse para se proteger não seria melhor citar o próprio Sarney ?

    Mas assim como Al Capone, considerado o maior gângster dos EUA, se livrou por falta de provas das acusações de assassinatos e acabou preso por sonegação fiscal, Roseana também pode acabar na cadeia por desviar, segundo denúncia do Ministério Público do Maranhão, recursos advindos do pagamento de impostos!

    PF realiza operação em Rosário para colocar na gaiola caçadores de animais silvestres

    Gaiolas vazias depois da operação da PF em Rosário

                   Gaiolas apreendidas pela PF em Rosário na manhã desta sexta-feira

    A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 25/11, na cidade de Rosário/MA, a Operação “ASAS” com o objetivo de combater a caça ilegal em Área de Soltura de Animais Silvestres – “ASAS” – localidade utilizada pelo IBAMA para quarentena, triagem e reabilitação de animais apreendidos com o objetivo de retorno à natureza.

    Cerca de 30 policiais federais, em trabalho conjunto com servidores do IBAMA, cumprem seis mandados de busca e apreensão na residência de caçadores da região com o objetivo de reunir provas da atividade cinegética, e, eventualmente, prender em flagrante quem estiver de posse de arma de fogo sem autorização legal (art. 12 da Lei nº 12.830/06), e possuir em cativeiro animal silvestre sem autorização do órgão competente (art. 29 da Lei nº 9605/98).

    Em 2009, a Operação Oxóssi, que atuou em nove Estados da Federação, desarticulou uma organização criminosa internacional de tráfico de animais silvestres. Na ocasião, duas pessoas foram presas no Maranhão, e responderam por crime ambiental, receptação, contrabando e formação de quadrilha. Os homens eram responsáveis pela venda de animais silvestres no exterior e para o comércio em feiras do Rio de Janeiro. No Maranhão, saíam principalmente aves silvestres.

    Segundo a Organização Não Governamental (ONG) WWF-Brasil, o Brasil possui um grande comércio interno de animais, que sustenta os traficantes que agem no país e servem como intermediários para os traficantes internacionais. Há pesquisas que apontam que o comércio ilegal de animais movimenta cerca de 10 bilhões de dólares por ano em todo o mundo.

    O tráfico de animais silvestres é por muitos considerado a terceira atividade criminosa com maior movimentação financeira, perdendo tão-somente para o tráfico de drogas e o comércio ilícito de armas e munições.

    A principal rota do tráfico de animais silvestres no Brasil começa nas regiões Norte e Nordeste, com a retirada de espécies da natureza, e segue até o grande mercado consumidor da fauna no país, a região Sudeste.

    De acordo com dados do Ibama, os estados brasileiros onde ocorre a maior parte das capturas de animais são: Maranhão, Bahia, Ceará, Piauí e Mato Grosso. Já os estados com o maior mercado consumidor são: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. O instituto também aponta que, no Brasil, as aves são as mais comuns em apreensões de tráfico.

    Máfia da Sefaz: Mais uma mentira para confundir a opinião pública

    A ex-governadora Roseana Sarney: compensações consideradas criminosas pelo MP

    A ex-governadora Roseana Sarney: compensações consideradas criminosas pelo MP

    Ao contrário do que dizem os blogues do Sistema Sarney nas Redes Sociais o acordo celebrado em 2008 pelo então ex-governador Jackson Lago e a Mardibel – Marreco Distribuidora e fernando José Machado Castro é idêntico aos promovidos pela ex-governadora Roseana Sarney, e que são alvos de processo na Justiça, sob a acusação de provocarem danos de mais de R$ 400 milhões aos cofres públicos.

    A denúncia do promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da ordem tributária e Econômica, refere-se as compensações entre precatórios e débitos de ICMS, considerada ilegal desde a revogação em 2004 da lei que as permitia.

    No caso do acordo homologado em 2008 tratou-se na verdade de um encontro entre débitos e créditos de ICMS, bem ao contrário da triangulação exposta pela denúncia do MP, em um jogo de compra e venda de precatórios, envolvendo advogados, empresários e agentes do governo.

    Na denúncia o promotor foi categórico ao afirmar que entre 2004 e 2009 não houve compensações entre precatórios e débitos fiscais, o que só começou a ocorrer o golpe judicial que entregou o governo do Maranhão para Roseana Sarney.

    VEJA A CETIDÃO EXIBIDA COMO PROVA PELA MÍDIA SARNEYSISTA E OBSERVE QUE SE TRATA DE UM ACORDO DE COMPENSAÇÕES ENTRE DÉBITO E CRÉDITO DE ICMS E NÀO ENTRE PRECATÓRIO E ICMS, CONSIDERADO ILEGAL PELO MINISTÉRIO PÚBLICOcertida%cc%83o

    Máfia da Sefaz: Justiça manda recolher passaportes de membros de organização criminosa

    Cláudio Trinchão: proibido de sair do País

    Cláudio Trinchão: proibido de sair do País

    A juíza cristiana Ferraz determinou o recolhimento dos passaportes do ex-secretário da fazenda do governo Roseana, Cláudio Trinchão, do seu adjunto Akio Valente, do advogado Jorge Arturo, de Raimundo José Rodrigues, Edmilson Santos Anid Neto e Euda Maria Lacerda; todos acusados de integrar uma organização criminosa que provou um rombo de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

    O grupo ainda foi proibido de frequentar a sede da Sefaz, assim como manter qualquer contato com os seus servidores, seja pessoalmente ou por qualquer meio de comunicação, telefone, email, etc.

    Bimestralmente todos são obrigados a comparecer  à 8ª Vara Criminal para informar e justificar suas atividades.

    As medidas foram tomadas em substituição ao pedido de prisão preventiva dos acusados formulado pelo Ministério Público, que foi indeferido.

  • Deu no D.O

    • A coluna Deu no D.O. está no ar com os generosos contratos dos nossos divinos gestores públicos. Dos caixões (R$ 214 mil) de Itapecuru-Mirim ao material de limpeza de Coroatá (R$ 2 milhões), ainda figuram Viana, Matões, Porto Rico e São José de Ribamar. 
  • Fale com o Garrone

    (98) 99116-8479 raimundogarrone@uol.com.br
  • Rádio Timbira

    Rádio Timbira Ao Vivo