Blog do Garrone

Deu no D.O.

De um tudoDEUNODO – Para adquirir material de consumo (expediente, higiene e limpeza) a Prefeitura de Monção fechou, em 22 de janeiro, nada menos que quatro contratos com a mesma empresa, a Euro Comercio Eireli – ME. Até o final do contrato, em 31 de dezembro, a empresa terá recebido um total de R$ 5.588.668,49.

De um tudo 2 – Quem também tem quatro contratos para aquisição de material de consumo (higiene, limpeza e conservação) é a Prefeitura de Cidelândia, só que bem mais modestos, chegando ao total de R$ 973.503,77. Quem levou a M. de F. A. R. Coelho – ME, que formalizou o negócio em 4 de abril e tem até 31 de dezembro para honrar o compromisso.

É pra rodar – Saiu pela bagatela de R$ 4.149.750,00 o contrato que a Prefeitura de Maracaçumé fechou com a empresa M. da S. Lemos – EPP, desde 27 de janeiro, para fornecimento de lubrificantes e combustíveis. Está valendo até 31 de dezembro.

Na gráfica – Mais uma da Prefeitura de Maracaçumé: fechou contrato para confecção de material gráfico e impressos no valor de R$ R$ 985.462,00. Quem levou foi a Gráfica e Editora Primus Ltda – ME, com documento assinado em 26 de janeiro, valendo até 31 de dezembro.

Na gráfica 2 – A Prefeitura de Pindaré-Mirim também firmou contrato para confecção de material gráfico e não economizou. Acertou pagar, em documento assinado no comecinho do ano, em 4 de janeiro, nada menos que R$ 2.922.268,50 à F D de Menezes – ME. O extrato publicado no D.O. não informa sobre o prazo de vigência.

Na gráfica 3 – A Prefeitura de São Vicente Férrer fechou negócio semelhante, mas precisou de dois contratos, com empresas diferentes, que juntos somam R$ 1.061.982,60. Com a empresa São Luis Brindes Gráfica e Editora Ltda – ME o valor é de R$ 734.352,60, Já com a Marisvaldo Santos da Silva – ME o acerto foi menor, de R$ 327.630,00. Os documentos foram assinados em 2 de fevereiro e 21 de março respectivamente, e valem até 31 de dezembro.

Ainda uma vez na gráfica – Em Paço do Lumiar o serviço gráfico bate as demais prefeituras no número de contratos, foram quatro, mas perde no valor, fechado pela bagatela de R$ 802.344,00. Quem levou todos foi a Novagraf Industria Grafica e Editora Ltda – EPP, que tem até 31 de dezembro para prestar o serviço.

Quatro vezes – A Prefeitura de Palmeirândia precisou de quatro contratos no valor total de R$ 2.593.356,00 para aluguel de carros. Parece mentira, mas não é: todos os documentos foram assinados em 1º de abril, valendo por doze meses.

Três por um – Quem também precisou de contrato de locação de veículos – e máquinas também – foi a Prefeitura de Peritoró, que fechou logo três com a mesma empresa, a M. C. V. Empreendimentos Ltda, no valor total de R$ 1.630.200,00. Os papéis foram assinados no dia 8 de janeiro e valem até 30 de dezembro.

Mais creches – Para construção de duas creches Pro infância a Prefeitura de Buriti Bravo tem contrato de R$ 2.417.917,82, firmado com a empresa M. de Fátima Pontes Silva – Comércio ME desde 25 de fevereiro. Também está valendo por doze meses.

Obras – Saiu por R$ 2.345.577,02 a soma dos três contratos firmados entre a Prefeitura de Porto Rico do Maranhão para execução de algumas obras. Entraram no pacote a conclusão de duas escolas com quatro salas no povoado Engenho do Lago (cada uma por R$ 809.405,50) e a construção de uma praça pública no povoado Rabeca (R$ 727.766,02). Tudo assinado em 9 de maio, com prazo de conclusão de 180 dias.

Mobília – Para fornecimento de material permanente (móveis e equipamentos) a Prefeitura de Humberto de Campos fechou contrato com a empresa M. N. S. Costa Oliveira, em 10 de março, no valor total de R$ 2.046.167,00. Negócio válido até 31 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *